0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/the-charm-fury-down-on-ropes.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=erFbMpFFywwendofvid[starttext]The Charm The Fury é uma banda de Groove Metal formada em 2010 na Holanda. essa música têm uma forte influência de Pantera e mostra que não é só de Metal Sinfônico que vive a Holanda, The Charm The Fury é junto com Izegrin são os maiores representantes do Metal mais agressivo com mulheres no vocal vindas da Holanda.

MEMBROS

Caroline Westendorp - Vocal
Mathijs Thieken - Bateria
Martijn Slegtenhorst - Guitarra
Rolf Perdok - Guitarra
Lucas Arnoldussen - Baixo



[endtext]

THE CHARM THE FURY - Down On The Ropes

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/devil-m-human-being.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=YYLqlJlZNTUendofvid[starttext]Devil-M é uma banda de Metal Industrial formada em 2009 na Alemanha, em termos comparativos, eles fazem o que o Marilyn Manson fazia tempos atrás, só que mais pesado, a Alemanha continua sendo o maior mercado para este tipo de música, e para quem gosta, vale a pena conhecer o trabalho deles. [endtext]

DEVIL-M - Human Being

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/pain-of-salvation-reasons.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=i_qZpLgvdOIendofvid[starttext]Pain of Salvation é uma banda de rock progressivo originária da Suécia. Mentor e principal compositor da banda, Daniel Gildenlöw é considerado por muitos um gênio musical, tendo sido convidado a tocar com Transatlantic e recentemente se juntado aos The Flower Kings.

História

O Pain of Salvation foi fundado em 1991 com Daniel Gildenlöw (vocal e guitarra), Johan Langell (bateria), Daniel Magdic (guitarra) e Gustaf Hielm (baixo), participando de diversos festivais e concursos musicais na Suécia. Em 1994 Hielm deixa a banda, sendo substituído por Kristoffer Gildenlöw (irmão de Daniel).
Apenas em 1996 a formação do Pain of Salvation se completa, com a entrada do tecladista Fredrik Hermansson. A partir daí a banda passa a enviar material para gravadoras e em 1997 consegue gravar seu primeiro álbum, Entropia, que seria lançado naquele mesmo ano na Ásia mas somente em 1999 na Europa.
Em 1998, pouco antes do início das gravações do segundo álbum, One Hour by the Concrete Lake, Magdic deixa a banda e é substituído por Johan Hallgren. O álbum é muito bem recebido pela crítica, e no ano seguinte a banda consegue contrato com a InsideOut, além de fazer uma turnê européia. Em 2000 é lançado The Perfect Element, part I, e a banda tem seu trabalho reconhecido, apresentando-se como atração principal do ProgPower USA.

Com Remedy Lane, em 2002, uma nova conquista: a banda é convidada a sair em turnê com o Dream Theater. Encerrado o trabalho de divulgação do álbum, Daniel e Kristoffer Gildenlöw, Hallgren e Hermansson se envolvem na montagem sueca do musical Jesus Christ Superstar, ficando encarregados da execução das canções.
Antes de um novo álbum, a banda faz shows acústicos na Suécia, apresentando releituras de algumas das músicas de trabalhos anteriores. Estas apresentações seriam gravadas e posteriormente lançadas no álbum 12:5.
A partir de meados de 2003 começam os preparativos para o próximo álbum, Be. Antes mesmo de seu lançamento, são realizadas algumas apresentações com a participação dos músicos da Orchestra of Eternity, que seriam gravadas e resultariam no DVD BE (Original Stage Production). O sucesso deste novo trabalho levaria a banda a uma turnê mundial, sendo que em setembro de 2005, o Pain of Salvation esteve se apresentando do Brasil pela primeira vez.
Em 2006 o baixista Kristoffer Gildenlöw deixa a banda por causa de seu casamento. Daniel pediu para o irmão dedicação total a banda, o que significava morar na Suécia, mas a casa de Kristoffer era na Holanda. É então lançado, em 2007, o álbum Scarsick, no qual o próprio Daniel grava as partes de baixo, além, logicamente, de guitarras e vocais.
Depois de um excelente show em Estocolmo, a banda resolveu colocar Simon Andersson como membro oficial, colocando também a piadinha de que a namorada dele é uma grande fã da banda e que agora, finalmente, ela vai poder ir para a cama com um integrante do PoS.
Pouco depois da entrada de Simon, o baterista Johan Langell resolve sair para poder passar mais tempo com seus filhos, uma decisão difícil que foi recebida com surpresa tanto pelos fãs quanto pela banda. Após um longo tempo fazendo testes a banda escolheu um substituto que foi revelado em um show no festival Motstoy em Notodden na Noruega no dia 6 de outubro de 2007. O baterista escolhido foi o francês Léo Margarit .
Depois de um show na Rússia no dia 25 de fevereiro de 2008, a banda está terminando seu novo DVD e o baterista mudando para a Suécia.
No final de 2011 a banda novamente passou por mudanças. Johan Hallgren sai da banda, assim como Fredrik Hermansson e assim, restam apenas Daniel e Margarit. Daniel, devido a saída de dois membros da banda e também por problemas pessoais, chega a pensar que esse seria o fim de Pain of Salvation, no entanto, a paixão pela música e a vontade de superar os desafios que surgem fez com que a banda seguisse em frente. Daniel "D2" Karlsson entrou para a banda assumindo os teclados e Gustaf Hielm, membro original, retornou ao baixo. Faltava um guitarrista, que seria a escolha mais difícil, devido ao carinho que os fãs possuiam por Johan Hallgren, porém no início de 2012, Ragnar ZSolberg foi escolhido para assumir a guitarra.

Formação atual

  • Daniel Gildenlöw - vocal, guitarra, mandolin (1991–presente)
  • Gustaf Hielm - baixo, vocais (1992–1994, 2011–presente)
  • Daniel "D2" Karlsson - teclado (2011–presente)
  • Ragnar ZSolberg - guitarra (2011–presente)
  • Léo Margarit - bateria (2007–presente)
FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

PAIN OF SALVATION - Reasons

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/thunder-no-one-gets-out-alive.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=o9ukSpDgfsQendofvid[starttext]Thunder é uma das maiores bandas do Rock Britânico e pouco conhecido no Brasil, a banda foi formada em 1989 e seu som é um Hard Rock simples, mas com muita qualidade, eles conseguiram se manter forte pelo Reino Unido e alguns outros países do mundo, não são tão grandes como Def Leppard, mas a qualidade é similar, apesar da proposto ser um pouco diferente.

MEMBROS

  • Danny Bowes – lead vocals (1980-2000, 2002-2009, 2011-present)
  • Luke Morley – guitar, backing vocals (1980-2000, 2002-2009, 2011-present)
  • Ben Matthews – guitar, keyboards (1989-2000, 2002-2009, 2011-present)
  • Chris Childs – bass (1996-2000, 2002-2009, 2011-present)
  • Gary 'Harry' James – drums, percussion (1983-2000, 2002-2009, 2011-present)


[endtext]

THUNDER - No One Gets Out Alive

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/warbringer-silhouettes.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=Tr3rmfmzlr4endofvid[starttext]Warbringer talvez seja a maior banda da nova geração do Thrash Metal mundial, nessa nova música se nota influências de Unearth e As I Lay Dying no seu som, o que ficou muito bom essa mistura do Thrash Clássico, com o Metalcore mais underground, Warbringer foi formada em 2004 nos Estados Unidos, é e uma ótima banda.

MEMBROS

  • John Kevill – vocals (2004–present)
  • Adam Carroll – guitar (2007–2012, 2013–present), drums (2004–2006)
  • Carlos Cruz – drums (2011–2014, 2015–present)
  • Jesse Sanchez – bass (2016–present)
  • Chase Becker – guitars (2016–present)


[endtext]

WARBRINGER - Silhouettes

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/nita-strauss-pandemonium.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=iNij40x2Q9cendofvid[starttext]Nita Strauss ficou conhecida por integrar o The Iron Maidens, Banda Tributo do Iron Maiden, considerada uma das melhores guitarristas da atualidade, em 2014 entrou para a banda do Alice Cooper, ocupada o lugar da também bela e talentosa Orianthi.


[endtext]

NITA STRAUSS - Pandemonium

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/the-agonist-take-me-to-church-hozier.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=WN9pwVeAFDEendofvid[starttext]The Agonist é uma banda canadense de death metal melódico de Montreal, Quebec formada em 2004 pelo guitarrista Danny Marino, o baixista Chris Kells e a ex-vocalista Alissa White-Gluz. Inicialmente era conhecida como The Tempest, mas teve que mudar o nome por causa da marca registrada, a banda adotou seu nome atual com a gravadora Century Media em 2007. Até o momento, The Agonist lançou quatro álbuns de estúdio. O quarto álbum foi lançado em 2015 com a nova vocalista Vicky Psarakis. Digressões desde seu primeiro álbum, eles dividiram o palco com bandas como, Epica, Chelsea Grin, Kamelot, Visions of Atlantis e muitos mais.

História

Início e Once Only Imagined

The Agonist (inicialmente conhecido como The Tempest) foi formado pelo guitarrista Dani Marino, o baixista Chris Kells e a vocalista Alissa White-Gluz no ano de 2004. Eles lançaram o primeiro álbum chamado Once Only Imagined em 14 de agosto de 2007 pela gravadora Century Media. Ao lançar o álbum os integrantes sentiram-se estimulados a adicionar um baterista a banda, e então Simon McKay torna-se oficialmente um dos membros do The Agonist. Em 28 de agosto de 2007 é lançado o vídeo da canção "Business Suits and Combat Boots", dirigido pelo aclamado diretor David Brodsky. O vídeo foi classificado o número 6º do ano de 2007, pelo programa Headbanger's Ball da emissora de TV americana MTV2.
Após lançar seu primeiro álbum, The Agonist fez várias turnês, tocando com bandas como os God Forbid, Arsis, The Faceless, Sonata Arctica, Overkill, Epica, Visions of Atlantis, e Enslaved.
Alissa White-Gluz é eleita uma das "the hottest chicks in metal"(garotas mais quentes do metal) em Julho de 2007 pela revista Revolver.

Lullabies for the Dormant Mind

A banda lançou seu segundo álbum, chamado Lullabies for the Dormant Mind, em março de 2009. O vídeo "And Their Eulogies Sang Me To Sleep..." também dirigido pelo diretor David Brodsky, foi lançado 18 de abril de 2009. Logo após isso, em 22 de abril de 2009, foi lançado um vídeo para a música "Birds Elope With The Sun", gravado durante uma turnê. O terceiro vídeo foi para o single "Thank you, Pain", que estreou no Blog Peta2 em 03 de setembro de 2009. A banda alcançou grande popularidade com o lançamento do Lullabies for the Dormant Mind, principalmente por seu single/vídeo "Thank you, Pain". O álbum estreou como número 105 nas paradas de álbuns da Billboard Heatseeksers. A vocalista Alissa White-Gluz apareceu em março no álbum Profugus Mortis de canalha na canção "The Sword" em sequidam. Alissa apareceu novamente como uma "the hottest chicks in metal"(garotas mais quentes do metal) em Maio de 2009.
Enquanto Lullabies for the Dormant Mind, The Agonist fez suas primeiras viagens para o México, Venezuela, Japão, China, Colômbia, e excursionou pela Europa. Depois de terminar a turnê com o Epica e Scar Symmetry em dezembro de 2010, a banda confirmou em sua página no Facebook que eles estão escrevendo um novo álbum para ser lançado no início de 2012.

Prisoners

No final de 2011, The Agonist participou do "Pandemonium over North America" tour com Kamelot, Alestorm e Blackguard (com exceção do guitarrista Danny Marino, que não pôde fazer a turnê com a banda e foi substituído pelo ex-guitarrista do Catalisador Justin Deguire). Enquanto em turnê, a banda vendeu um EP intitulado The Escape, que apresentou duas faixas programados para aparecer no terceiro álbum completo da banda. Ele foi mixado por Tue Madsen, que é conhecido por seu trabalho com The Haunted, Dark Tranquility e Suicide Silence. The Escape mais tarde foi disponibilizado no iTunes e através de pré-encomenda a partir de Distro CM a partir de 3 de setembro.
A vocalista Alissa White-Gluz disse a metalconcerts.net que a música da banda tornou-se mais maduro, não necessariamente mais pesado ou mais melódico. Ela elaborou dizendo há mais influências "clássicos" como Pantera e Radiohead. Ela disse Lithium Magazine que o registro poderia ser bom para alguém com uma mente aberta gosto musical ou mal para quem só gosta de Thank You, Pain. Processos de gravação finais do álbum ocorreu após a conclusão da turnê com Kamelot.
The Agonist anunciou em 5 de março no YouTube antes de um show em Montreal que seu álbum recém-concluído seria chamado de Prisoners. Foi lançado em 04 de junho na Europa e em 5 de junho de 2012 na América do Norte via Century Media registros e foi produzido pelo produtor de longa data da banda Christian Donaldson. Ideomotor foi confirmado como o primeiro single. O vídeo da música de Panophobia foi lançado 24 de outubro de 2012 apresentando ao vivo e cenas de bastidores da banda tocando Heavy MTL Festival Montreal. Em apoio a Prisoners, The Agonist anuncia datas da digressão de abril 2013 com Danzig e Corrosion of Conformity.

Mudanças line-up e Eye of Providence

Em 17 de março de 2014, Alissa White-Gluz anunciou que tinha sido escolhida como a substituta de Angela Gossow como vocalista da banda sueca de death metal melódico Arch Enemy. A banda revelou que Alissa White-Gluz nao fazia mais parte do grupo. Vicky Psarakis foi então revelada como a nova vocalista do grupo.
Anuncio da banda:
A banda lançou uma nova música, "Disconnect Me" com a Vicky Psarakis nos vocais, no dia 21 de março de 2014.
Em nove de julho de 2014 a banda anunciou oficialmente via Facebook a data do lançamento de seu quarto álbum intitulado "Eye of Providence" que foi lançado no dia 25 de fevereiro de 2015 mundialmente.

Estilo

O The Agonist ficou conhecido principalmente pela capacidade da então vocalista Alissa White-Gluz, em fazer o vocal limpo e o vocal gutural, e o uso do Danny Marino de duas ou mais melodias. O tema das músicas giram em torno de preocupações morais, tais como os direitos dos animais, os dilemas da sociedade e do estado do mundo.

Integrantes

Formação atual
  • Vicky Psarakis - vocal (2014-presente)
  • Danny Marino – guitarra (2004–presente)
  • Chris Kells – baixo (2004–presente)
  • Simon McKay – bateria (2007–presente)
  • Pascal "Paco" Jobin - guitarra (2010-presente)
FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

THE AGONIST - Take Me To Church (hozier cover)

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/lancer-follow-azrael.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=2Hm7mN7NPjMendofvid[starttext]Lancer é uma banda de Power/Speed Metal formada em 2009 na Suécia, o som deles o clássico Iron Maiden, banda nova e relativamente desconhecida, que faz som de banda grande, para quem imaginou como seria uma mistura de Iron Maiden com Helloween, esta aí.

MEMBROS

Sebastian Pedernera - Bateria
Fredrik Kelemen - Guitarra
Peter Ellström - Guitarra
Isak Stenvall - Vocal
Emil Öberg - Baixo


[endtext]

LANCER - Follow Azrael

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/walls-of-jericho-forever-militant.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=8jDq49PdiNYendofvid[starttext]Walls of Jericho é uma banda de metalcore dos Estados Unidos formada em 1998 em Detroit, Michigan. O som mistura um ritmo hardcore com o vocal nervoso de Candace Kucsulain além de pegadas de thrash metal. A gravadora atual da banda é a Trustkill Records, uma gravadora renomada que atua principalmente nos segmentos metalcore e hardcore. Em 2001 a banda resolveu dar um tempo após tentativas frustradas de substituir o agora ex-baterista que perderam para uma banda de maior renome.

História

Início da carreira (1998-2001)

Walls of Jericho foram formados após o desaparecimento de duas bandas de Detroit. O primeiro é o escavador influente, com membros Mike Hasty (guitarra) e Wes Keely (bateria). O segundo foi uma banda chamada Universal Stomp que Aaron Ruby (baixo) jogou dentro Ambas as bandas fracassou em torno do mesmo tempo que levou os três amigos para iniciar uma nova banda. Ao mesmo tempo, Candace Kucsulain, dois anos para o cantor Apathemy banda fez um teste com a banda. Depois de inúmeras outras audições para vocalista da banda aceitou Candace como seu novo vocalista, em setembro de 1998. Para os primeiros meses, a banda iria tocar com amigos deles preenchendo na guitarra porém mais tarde decidiu pedir amigo Chris Rawson como membro a tempo inteiro, que foi capaz de oferecer mais compromisso com a banda. Com o line-up completo do quinteto começou a excursionar a cena hardcore Detroit local. Logo depois, em abril de 1999, a banda lançou seu primeiro EP em 7 "por meio de etiqueta subestimada, o que foi seguido pouco depois por um EP contendo CD que 7" e faixas demo, chamado A Day e mil anos divulgados na Florida Eulogy Recordings base. Isso foi mais tarde lançado pela marca Europeia Genet. Após turnê em suporte contínuo de seus lançamentos EP, a banda atraiu a atenção de ambos Ferret e Trustkill Records. Eles passaram a assinar com Trustkill que resultou na liberação dezembro 1999, de seu primeiro álbum full-length A alimentação ligado a amordaçado. A banda atingiu o circuito de turnês e festival de hardcore do ano seguinte. Em agosto de 2000 eles começaram a turnê nos Estados Unidos em apoio Direto edgers Earth Crisis, Melodic Death banda de metal sueca In Flames, e Oakland, CA metálico Skinlab. Depois de mais uma série de turnês em 2001, o baterista Wes Keely anunciou que estaria deixando a banda para terminar a escola em Seattle, Washington. Com a banda com sede em Detroit que seria impossível para eles continuarem juntos. Keely foi substituído pelo ex Sucide Machines baterista Derek Grant. Cinco meses depois da turnê com a banda Grant anunciou que estaria deixando a aderir banda de punk rock de Chicago Alkaline Trio.
Após testes mal sucedidos para ocupar o cargo vago o baterista da banda, a sensação de que nenhum dos candidatos reuniu os seus critérios de como um membro da banda foram forçados a um hiato. Pouco antes deste anúncio foi feito cantora Candace arrumou um estágio na perfuração do corpo que iria ocupar o seu tempo livre ao longo dos próximos dois anos. Também durante este tempo os membros da banda Mike, Aaron e Chris começou uma banda projeto paralelo chamado tudo se foi para o inferno. Para os próximos dois anos o guitarrista Mike Hasty continuaria para trabalhar fora de seu estúdio de gravação Cloud City como um engenheiro que trabalhava com bandas como The Black Dahlia Murder e Bloodlined Calligraphy.

Re-formação

Depois de um período de silêncio dois anos a banda acabaria por ver o slot vago baterista preenchido por ex Catharsis membro Alexei Rodriguez que chamou a banda depois de voltar da Alemanha. Foi na mesma época em que Candace estava em seu caminho para uma audição para um banda indie local, quando ela recebeu o telefonema de Mike dizendo que woj foram re-formando. Em abril de 2003 a banda começou a excursionar novamente tocando grandes eventos graves, tais como Hellfest em Syracuse, NY. Complete com o novo baterista da banda começou a escrever material novo e tinha terminado a gravação, em setembro de 2003. All Hail the Morto foi lançado em fevereiro de 2004, cinco anos desde o lançamento de The Feed vinculados a amordaçado.
O álbum foi lançado para aclamação da crítica em toda a cena hardcore / metal e impulsionou a banda para a vanguarda da cena hardcore de vê-los preencher as vagas de suporte para bandas como Madball, Hatebreed e Sick of It All, bem como passeios atração principal da sua própria. Não demorou muito após o lançamento que a banda iria ver a perda de seu terceiro baterista. Felizmente para a banda a posição foi preenchida de forma relativamente rápida por muito tempo amigo Dustin Schoenhofer - ex baterista para a próxima nada e Premonições da guerra.
Os próximos dois anos veria woj turnês nos Estados Unidos e na Europa ganhando cada vez mais apoio e uma sequência muito leal ao longo do caminho.

With Devils Amongst Us All (2006)

Em 2006 woj entrou em um estúdio em Cleveland com o produtor Ben Schigel (Chimaira, Zao, Micose) para começar a gravar seu terceiro álbum. Abril do mesmo ano, a banda contribui a música um gatilho Cheio de promessas para a MTV2 Headbangers Ball: O CD de compilação da vingança. Esta seria a primeira trilha off de seu novo álbum. Um vídeo da canção foi liberado mais tarde para acompanhar a música. Durante o Verão, a banda foi adicionado à lista de um dos maiores festivais de visitar os Estados Unidos - Ozzfest 2006. Na sequência desta banda também excursionou como parte do Family Values ​​Tour antes de lançar seu novo álbum em agosto de 2006 intitulado Com Devils Amongst Us All. De acordo com a Nielsen Soundscan o álbum vendeu 2.800 cópias em sua primeira semana. A banda passou a tocar algumas datas em os EUA apoiando Bury Your Dead, bem como algumas datas no Brasil antes de voar para a Europa para manchete a sua própria turnê pelo Reino Unido, bem como apoio Sick Of It All, Madball, Terror, Comeback Kid e outros, em um 11 data turnê européia chamada Persistência de 2006. 8 das 11 datas foram completamente esgotados. No início de 2007 viu a turnê da banda algumas datas em torno do México antes de embarcar em uma extensa turnê pelos EUA. No verão 2007, eles excursionaram pela Europa novamente, jogando muitos dos grandes festivais europeus de verão, incluindo Hellfest, na França, Pressão Fest, na Alemanha, With Full Force Festival [Alemanha] e Verão Explosão Festival, na Alemanha.

Redemption (2008)

Em outubro de 2007 a ​​banda trabalhou com Corey Taylor Slipknot / Stone Sour, que produziu seu EP intitulado Redemption, que foi lançado em 29 de abril, 2008 na Trustkill. Além de produzir o EP, Taylor forneceu vocais em três das cinco faixas ("Drive Ember", "My Last Stand" e "Addicted", que Taylor co-escreveu). O EP também incluiu uma versão de "The House of the Rising Sun". O EP foi um somente acústico de lançamento, o que representa uma mudança significativa a partir do estilo de álbuns de estúdio anteriores. O lançamento deverá ser incluído no seu próximo vivo na América do Sul DVD que foi gravado em agosto de 2007. O também foi uma aparição no EP de Ben Legg - um amigo de Candace.

The American Dream (2008)

Em 29 de julho de 2008, a banda lançou o seu quarto full-length álbum de estúdio do sonho americano. O álbum apresenta um retorno à pré-"Redemption" estilo musical da banda. Para este álbum, a banda trabalhou novamente com o "Com Devils Amongst Us All" produtor Ben Schigel. A banda excursionou em apoio do sonho americano na inaugural Rockstar Energy Drink Mayhem Festival em 2008, com bandas como Disturbed, Slipknot e Machine Head.
Esforços atuais De acordo com um post pelo vocalista Candace Kucsulain no Myspace oficial da banda, Walls of Jericho é uma pausa e ela vem trabalhando em um projeto paralelo chamado The Beautifuls com seu marido, Death Before Dishonor guitarrista Frankie. Em 1 º de agosto de 2011, o casal recebeu seu primeiro filho, uma filha chamada Patsy. Além disso, o baterista Dustin Schoenhofer foi em turnê com Bury Your Dead. Walls of Jericho fará parte do European Tour Persistência, joining Terror, Suicidal Tendencies, Biohazard e outros. Em 24 de agosto de 2012 Candace confirmou que a banda estava trabalhando em um novo material.

Integrantes

Atuais

FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

WALLS OF JERICHO - Forever Militant

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/xandria-call-of-destiny.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=VMVOwH2exHsendofvid[starttext]
Xandria e uma banda de Metal sinfônico da Alemanha, fundada em Bielefeld, em 1994.
A banda adquiriu sua identidade atual em 1999, ano no qual lançou várias demos que alcançaram sucesso pela Internet, lançaram seu primeiro álbum em 2003, intitulado Kill the Sun. O álbum seguinte, Ravenheart de 2004, ficou por sete semanas em 36º lugar na paradas alemãs. Em 2005 a banda lança seu terceiro álbum India, o qual é mais voltado para o metal sinfônico. Em maio de 2008 Lisa Middelhauve deixa a banda por motivos pessoais, deixando o Xandria em busca de uma nova vocalista. No dia 8 de Fevereiro de 2009, eles anunciaram Kerstin Bischof, conhecida pelas suas colaborações com a banda Axxis, como a nova voz da banda. Porém, esta deixou o posto por razões privadas e profissionais. A banda prometeu em seu site oficial o anúncio de uma substituta para Kerstin e em 20 de Dezembro de 2010, anuncia Manuela Kraller como a mais nova vocalista da banda. Em 25 de outubro de 2013, a banda postou no site oficial uma declaração que Manuela Kraller, saiu do Xandria para continuar em uma diferente parte da música, sendo anunciada a nova vocalista, Dianne van Giersbergen, como a nova vocalista. Dianne fazia parte de uma banda chamada Ex Libris.
 

História

A banda alemã Xandria foi formada em 1994 por Marco Heubaum. Com várias formações iniciais, Marco não conseguiu grande evolução com sua banda e somente no ano de 1999, juntamente com o baixista Roland Krueger e outros integrantes de sua antiga banda de metal, consegue gravar uma demo com cinco canções em um pequeno estúdio. Entre elas estavam "Kill the Sun", "Casablanca" e "So You Disappear".
No ano seguinte, a banda começa a ganhar enorme notoriedade após divulgar as cinco canções pela Internet. Assim, através de compartilhamento de arquivos, forma-se um grande número de fãs. Por conseqüência, Marco decide levar em frente seu projeto, nascendo verdadeiramente a banda Xandria. Ainda em 2000, além de Marco e Roland, integram-se à banda Lisa Schaphaus (vocais), Gerit (bateria) e Andreas Maske (guitarra).
Inicialmente era Marco que fazia os vocais e a voz de Lisa era usada apenas em algumas partes. Mas devido ao seu desempenho, Marco preferiu utilizar os vocais de Lisa integralmente, escrevendo as canções posteriores, já com esse intuito.
Em 2001, Xandria se torna famosa no cenário underground e faz seus primeiros concertos, para pequenos públicos. O guitarrista Andy Maske deixa a banda para se dedicar a seus estudos, já que a banda se preparava para um maior público e necessitava de muito tempo disponível. No seu lugar entra Philip Restemeier.
No ano seguinte, a banda começa a tocar em concertos maiores e a trabalhar duro em suas demos. A gravadora Drakkar Records mostra interesse na banda que vinha evoluindo desde 2000. Então, em dezembro de 2002, eles fecham o contrato para gravar o disco de debute, que seria intitulado Kill the Sun. O disco é gravado entre o final de 2002 e começo de 2003, e chega às lojas em maio. A faixa título do álbum emplaca como grande sucesso e entra do Top 100 alemão. O disco é bem diversificado contando com várias misturas de estilos.
Após o lançamento desse primeiro disco, o Xandria faz vários concertos, incluindo uma grande turnê que durou três semanas, formando cada vez mais, um grande número de fãs pela Alemanha. Após um período agitado e de muito trabalho, a banda volta ao estúdio no final do mesmo ano e, no começo de 2004, terminam de gravar seu segundo álbum, Ravenheart. Nessa época, o baixista Roland Krueger, deixa a banda alegando motivos profissionais. Em seu lugar, entra Nils Middelhauve, baixista que Lisa e Marco já conheciam, através de outros trabalhos.
O disco é lançado em maio e acaba sendo um sucesso maior ainda, ficando por sete semanas no Top 40 da Alemanha. Nesse trabalho a banda agregou elementos eletrônicos de maneira bem suave, mas não perdeu sua personalidade e a característica de agregar a melancolia ao peso do heavy metal. As faixas "Ravenheart" e "The Lioness", por exemplo, soam bem mais suaves do que o material apresentado no álbum anterior. As guitarras estão menos presentes, com maior destaque para os teclados e a voz de Lisa Schaphaus. O talento da banda, aliado à versátil voz de Lisa, acaba por gerar momentos muito interessantes, como a pesada "Five of Universe", a épica "Some Like It Cold" e as viajantes "My Scarlet Name" e "Too Close to Breathe". Petardos como "Snow-White" e "Black Flame" soam agressivos e cortantes, perfeitos para quem gosta da fusão metal gótico. Como bônus ainda existe o vídeo musical da faixa título, com um cenário medieval e uma grande produção cinematográfica.
Passando na "prova do segundo álbum", a banda é inserida de vez no cenário do metal gótico europeu. A banda sai em sua turnê de divulgação do álbum e chega a tocar para trinta mil pessoas no Busan International Rock Festival na Ásia, como grande destaque.
Em outubro, a banda lança o single "Eversleeping", com três novos sons, além do vídeo musical da faixa título, que fora gravado em um velho castelo perto de Berlim.
No mês seguinte, o Xandria viaja com as bandas finlandesas Entwine e Lab, e tocam em alguns concertos. Logo em seguida, em dezembro, começam a gravação do terceiro álbum, India. Assim a banda entra 2005 com muitas ideias para terminar o novo álbum, produzido, assim como os anteriores, por Jose Alvarez-Brill. A banda ainda convida para participar da gravação, a orquestra alemã Deutsches Filmorchester Babelsberg, a mesma que junto a John Williams ganhou o Óscar de melhor trilha sonora em 2003, com o filme A Lista de Schindler, de Steven Spielberg. No meio desse ano, Lisa e Nils se casam, após um ano de namoro. Assim Lisa passa a ser Lisa Middelhauve.
India é lançado em agosto de 2005 e mantém a linha dos discos anteriores, agregando um forte ingrediente orquestral de muito peso. O álbum possui sons mais pesados e que se contrastam com os vocais operísticos de Lisa, como acontece em "Black Silver" e "The End of Every Story". Em compensação, há faixas onde o sentimentalismo fala mais alto, como na melódica e acústica "Dancer" ou em "Like A Rose on The Grave Of Love". Esse trabalho consolida a grande carreira da banda, consagrando-a no cenário mundial. A partir do dia 14 de Dezembro a banda entrou em estúdio novamente para gravar o quarto álbum.
Assim, o Xandria, com um misto de metal, rock, orquestras e melodias sombrias, bem dosados, tem feito aparições em grandes festivais, turnês mundiais e conquistado prêmios na cena musical alemã, se tornando uma das grandes referências em seu estilo.
Lisa Middelhauve renunciou em 30 de abril de 2008 citando razões pessoais e desconforto em ser a vocalista da banda. A banda encontrou uma nova vocalista em Fevereiro de 2009, Kerstin Bischof aka Lakonia, mais conhecida por suas colaborações com a banda Axxis . No entanto, após apenas um ano Kerstin Bischof decidiu deixar a banda para se concentrar em uma carreira diferente, e Middelhauve substituiu-a por uma série de concertos no Verão de 2010.  Em 19 de dezembro de 2010, Xandria anunciou a adição da cantora de 29 anos, Manuela Kraller para fileiras do grupo. Manuela Kraller fez sua estréia ao vivo no evento "Classic Meets Pop" em 7 de janeiro de 2011 no Seidensticker Halle em Bielefeld, Alemanha.
Em 5 de fevereiro, a banda anunciou em seu site e na página do Facebook seu novo baixista Steven Wussow, juntamente com a mensagem de que eles entrarão no estúdio novamente para seu próximo álbum de estúdio no mesmo ano. Neverworld's End foi lançado em 24 de Fevereiro de 2012.
Em 25 de Outubro de 2013, a banda anunciou em seu site que Manuela Kraller tinha deixado a banda para seguir uma carreira diferente e anunciou a  Ex Libris a cantora Dianne van Giersbergen como a nova vocalista. Sacrificium foi lançado no ano seguinte.
Seu próximo álbum Theather Of Dimensions, será lançado dia 27 de janeiro de 2017.

Membros

FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

XANDRIA - Call Of Destiny

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/breaking-benjamin-never-again.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=zEUG3_Zh-rwendofvid[starttext]Breaking Benjamin é uma banda americana de metal alternativo formada em Wilkes-Barre, Pensilvania, integrada atualmente por Benjamin Burnley, Aaron Bruch, Keith Wallen, Jasen Rauch e Shaun Foist. A Banda lançou 8 álbuns até hoje.

História

Formação

Formado em 1998 pelo vocalista B. Burnley e o baterista Jeremy Hummel, Breaking Benjamin rapidamente ganhou fama no seu estado da Pensilvania. O nome da banda veio de um incidente quando Burnley estava fazendo cover de uma música do Nirvana durante uma noite em um club. Ele chutou o pedestal do microfone, quebrando-o. O dono do microfone chegou no palco e disse, "Eu gostaria de agradecer Benjamin por quebrar a porra do meu microfone" [I'd like to thank Benjamin for breaking my fucking microphone]. Em 1999 a banda mudou seu nome para Plan 9, até 2001, depois de várias mudanças, a banda mudou novamente para "Breaking Benjamin" e dois amigos de Burnley, Aaron Fink e Mark Klepaski, deixaram sua banda, Lifer, e entraram no Breaking Benjamin como guitarrista e baixista, respectivamente. De acordo com a banda, a logomarca do Breaking Benjamin é uma variação do nó Celta, com 4 "B"s entrelaçados. O logo foi tatuado no pulso esquerdo de Burnley, Fink e Klepaski, e no pulso direito de Szeliga. A banda atualmente assinou com a "Hollywood Records" e lançou quatro álbuns até agora. Eles alcançaram o 1º lugar single em 2007, com a faixa "Breath" do seu terceiro álbum, Phobia.

Saturate

Breaking Benjamin assinou com a Hollywood Record no inicio de 2002, após o sucesso do seu EP independente, que vendeu todas as 2000 cópias que foram fabricadas. A banda lançou um álbum completo, Saturate, em 27 de Agosto de 2002. O álbum alcançou o segundo lugar na "Billboard Top Heatseekers Chart" e 136º na "Billboard top 200."
O primeiro single do álbum, "Polyamorous", foi bastante tocado nas rádios, mas não alcançou muita audiência. O vídeo foi lançado em 3 diferentes versões para "Polyamorous": Uma é uma montagem no palco ao vivo, outra é uma montagem do jogo de videogame "Run Like Hell". A terceira variação é um vídeo "não ao vivo", mas contém cenas de Run Like Hell.
O segundo Single de Saturate foi "Skin", está que não obteve uma grande repercussão na mídia.
Eles planejaram lançar uma versão de estúdio de um cover de "Enjoy The Silence", junto com "Lady Bug" na versão européia de Saturate. Mas a versão europeia nunca foi lançada. "Lady Bug" foi finalmente lançada no EP "So Cold", e na versão japonesa de "We are Not Alone".

We Are Not Alone

Breaking Benjamin lançou seu segundo álbum, "We Are Not Alone", em 29 de junho de 2004. O álbum contou com a liderança do single "So Cold", que chegou ao número dois no "United States Billboard Mainstream Rock Chart". A banda tinha 2 vídeos da música "So Cold", um dos quais era um vídeo promocional para o filme HellBoy. "So Cold" passou 37 semanas no top 20 das paradas Billboard (a partir de 3 de fevereiro de 2005). O sucesso comercial de "So Cold" levou a We Are Not Alone estreando em número 20 na Billboard 200 vendendo 48.000 cópias na primeira semana e alcançar status platina no final de 2005.
Também lançado singles do álbum foram "Sooner or Later" e uma versão regravada de "Rain", que foi apresentado na tarde de prensagem do álbum. Foi feito um vídeo para a música "Sooner or Later", como ela teve uma audiência razoável nas rádios, alcançando o número 2 na Mainstream Rock Charts. A faixa também foi destaque durante um episódio da série de TV "Summerland", e tocada ao vivo no "The Tonight Show with Jay Leno".
Durante a turnê de "We Are Not Alone", o pai de Aaron Firk, Gary Fincke se juntou a turnê da banda, cuja coleção de música despertou o interesse de Aaron em música.
Em setembro de 2004, o baterista e cofundador da banda, Jeremy Hummel foi demitido. Posteriormente, em 28 de setembro de 2005, Hummel entrou em processo federal contra os membros remanescentes de Breaking Benjamin, afirmando que não foi pago pelas músicas que ajudou a escrever. A ação de Hummel pediu mais de 8 milhões de dólares em prejuízos. Um artigo que foi lançado em 25 de outubro de 2006, afirmando que Hummel não recebeu quaisquer pagamentos a partir da realização de We Are Not Alone, no qual ele é coautor. Ele foi substituído pelo atual baterista, Chad Szeliga.
As faixas "Rain", "Forget It" e "Follow" foram co-escritas pelo guitarrista e vocalista dos The Smashing Pumpkins, Billy Corgan. Ben Burnley teve a colaboração de Corgan durante 6 dias de dezembro. Burnley admitiu que de primeira estava nervoso por trabalhar com Corgan, mas depois sentiu-se confortável e chamou a experiência de um dos destaques de sua carreira.

So Cold EP

Mais tarde, em 2004, a banda lançou o EP So Cold. o EP continha gravações ao vivo de "So Cold" [Acústico], "Breakdown" e "Away", assim como gravações de estúdio de "Blow me Away" e "Lady Bug".

Blow me Away

A música "Blow me Away" da banda foi a mais ouvida em todas as rádios, como também foi escolhida para ser a música tema de um dos melhores jogos de tiro de 2004, Halo 2. A canção também foi a que teve mais controvérsias, pois a letra da musica não era tão entendida pelos fãs e ouvintes do mundo todo. Fora isso, foi a de mais sucesso da banda e mais usada em filmes, jogos e seriados, e foi classificada por ser a melhor avaliada pelos fãs. Em uma outra versão da musica Blow Me Away o Breaking Benjamin conta com a participação da banda Valora.

Phobia

Breaking Benjamin lançou Phobia em 8 de agosto de 2006, liderando o álbum com o single "The Diary of Jane", que o tornava #4 no "E.U.Modern Rock Charts".
Em 11 de Fevereiro de 2007, HDNet estreou um programa de uma hora do concerto de Breaking Benjamin em Bethlehem, Pensilvania no Stabler Arena. Este é também o concerto que foi incluído no DVD Phobia, relançado em abril de 2007, anunciado como "The Homecoming". A banda obteve o seu primeiro número 1 com "Breath". A montagem do seu desempenho ao vivo no Stabler Arena compõe o seu vídeo. Em 17 de abril de 2007, Breaking Benjamin relançou o álbum Phobia. O álbum apresentou um DVD com cerca de uma hora do seu concerto filmado no Stabler Arena. Eles fizeram uma turnê nos EUA com Three Days Grace e tiveram Red e Puddle of Mudd como shows de abertura. O álbum novamente entrou no Billboard 100, no número 38 em 5 de maio de 2007, com sua reedição.
Em 29 de junho de 2007, a banda apareceu no Jay Leno e eles tocaram "Breath". Em 6 de julho de 2007, a banda tocou "Breath" novamente no Caig Ferguson. A banda não se apresentou em 9 de julho de 2007 em Atlanta devido a uma doença que Ben tinha. Dois outros concertos encerrando a turnê foram cancelados também. Em seu site, eles anunciaram que Burnley estava doente e incapaz de cumprir em Atlanta e em dois shows restantes. Rumores de que a banda tinha acabado se revelou falsa, como a banda anunciou uma turnê em outono de 2007 com Three Days Grace, Seether, Skillet (primeira metade) e Red (Segunda metade).
Em 21 de maio de 2009 Phobia RIAA atingiu o status de Platina, vendendo mais de um milhão de unidades nos EUA.

Dear Agony

David Bendeth, que produziu dois álbuns de estúdio, We Are Not Alone e Phobia, produziu o quarto álbum, Dear Agony. Em seu blog no MySpace, Breaking Benjamin afirmou: "Estamos ocupados aperfeiçoando o material novo e tem varias musicas prontas para o tratamento de produção de Bendeth". Também é bom salientar que Jasen Rauch, guitarrista do RED, co-escreveu cinco das novas faixas, incluindo "I Will Not Bow", juntamente com Burnley. Em 20 de novembro de 2008, Burnley foi entrevistado no Cage Rattle e afirmou que ele está escrevendo tanto para o novo álbum que está consumindo sua vida. Ele também afirmou que ele está ficando sem prazos ou pressão da gravadora sobre este álbum que está tomando seu tempo.
Em 14 de julho, os membros da banda confirmaram que há 11 músicas do novo álbum. Um dos nomes das faixas é "What Lies Beneath", que David Bendeth confirmou em uma noticia, I Will Not Bow foi lançado para estações de rádio em 17 de agosto, e lançado no iTunes em 1 de setembro.
Em 4 de agosto, a banda revelou que o quarto álbum seria lançado dia 29 de setembro.
Em 11 de agosto, a banda estreou "I Will Not Bow", em uma rádio na sua cidade natal, WBSX(97.9X) em Wilkes-Barre, PA.
Em 28 de setembro, o álbum foi oficialmente lançado na Austrália. Em 29 de setembro, o álbum foi oficialmente lançado nos EUA. Dear Agony comprado no Best Buy vem com um DVD bônus que tem a banda e seis vídeos de música, incluindo uma versão previamente inéditas do vídeo da música "I Will Not Bow". A versão do DVD é a única que não contém cenas do filme Surrogates, ao contrario da versão lançada na Internet. Eles vão apoiar Nickelback em sua turnê Dark Horse, juntamente com Shinedown.
Jasen Rauch da RED colaborou com Burnley, em seu novo álbum Dear Agony. Diz-se que co-escreveu 1/3 das canções do novo álbum. As canções que ele co-escreveu foram "I Will Not Bow", "Hopeless", "Lights Out" e "Without You"

Breaking Benjamin caindo aos pedaços

Aaron Fincke e Mark Klepaski foram demitidos da banda, pelo vocalista Ben Burnley de acordo com o site brasileiro de notícias sobre música MPSIROCK. Essa notícia foi postada em vários sites especializados em informações no dia 2 de agosto de 2011.A demissão teria sido fruto do envolvimento dos dois no remix da música ‘Blow Me Away’ que fará parte da compilação ‘Best of’ da banda previsto para sair dia 16 de Agosto pela Hollywood Records.
Benjamin Burnley afirma que não teve nenhum conhecimento prévio da decisão dos dois e que ambos ganharam cerca de 100,000 $ da gravadora para fazerem a música.
Segundo o advogado do cantor, Brian Caplan, disse à The Associated Press na terça-feira (02/08) que Burnley pretende contratar novos companheiros de banda e manter a performance como Breaking Benjamin. A banda tem estado em um longo hiato, devido a problemas de saúde do Burnley. “A relação entre o Sr. Burnley e os dois outros membros da banda acabou”, disse Caplan. “Burnley tem a intenção de avançar com o nome Breaking Benjamin e a banda vai continuar. Ele só não vai continuar na sua formação anterior. Ele não está se aposentando.”

Chad Szeliga no Black Label Society

A banda Black Label Society anunciou em seu Facebook oficial a entrada de Chad na banda. Chad entra na banda substituindo Mike Froedge, que tem estado em turnê com a banda nos últimos meses desde a saída de Will Hunter. Foi postada a seguinte nota na página do Facebook oficial da banda: “Um grande obrigado da Black Label para Mike Froedge de Atlanta, por ter ajudado a Black Label e por tê-la ‘mantido de pé’. Agora o pai Chad Szeliga estará segurando forte a fundação da grande catedral sombria, governando o trono por trás da bateria.” Nota publicada no Facebook oficial da Black Label Society
Nenhum pronunciamento foi feito ainda pela banda (Breaking Benjamin) e nem na página oficial do Facebook do Chad explicando o ingresso repentino na Black Label Society.

O Retorno de Breaking Benjamin (2013)

No dia 19 de abril de 2013, Ben anunciou pelo Facebook da banda de que ele conseguiu os devidos direitos para continuar utilizando o nome Breaking Benjamin e de que a banda irá continuar. Segue a mensagem deixada por Benjamin.
A disputa entre Benjamin Burnley, que é o único fundador, principal músico, cantor e compositor da banda Breaking Benjamin, e dois dos ex-membros da banda foi resolvida. Benjamin Burnley mantém o seu direito de usar o nome da banda e Breaking Benjamin continuará. Benjamin Burnley afirma:
Tenho o prazer de finalmente colocar este assunto para trás e me concentrar no futuro para Breaking Benjamin. Desejo expressar o meu amor nunca termina e gratidão aos melhores fãs do mundo por seu amor eterno e apoio. Palavras não podem expressar o meu amor para todos vocês! Obrigado "-! Benjamin Burnley

Nova Formação (2014-2015)

Em 19 de agosto de 2014, a banda anunciou que tinham reformado por meio de sua página oficial do Facebook. A banda re-emergiu como um quinteto com Burnley como o vocalista e quatro novos membros. Eles incluem: guitarrista Jasen Rauch, anteriormente da banda Red, que havia colaborado com a banda em quatro faixas no álbum Dear Agony; guitarrista / backing vocal Keith Wallen, anteriormente de Adelitas Way e Cooper; o baixista Aaron Bruch, ex-OurAfter and Forever Oeuvre, que já tocou em shows acústicos com Burnley em 2010 e 2013; baterista Shaun Foist, anteriormente da banda Picture Me Broken.
Burnley disse do lineup, " Todo mundo que está na banda agora é muito bonito muito deliberadamente escolhidos a dedo ", observando que" Keith [Wallen] e Aaron [Bruch] são cantores realmente, realmente surpreendentes. Esse é o tipo do que a banda sempre necessário. "

Dark Before Dawn

Após a realização de um conjunto de locais de estréia para a nova banda, incluindo uma pequena turnê Unplugged no final de 2014 e uma turnê de inverno de four-venue no nordeste dos Estados Unidos, Breaking Benjamin lançou um novo single nomeado "Failure" em 23 de março de 2015 e anunciou um novo álbum para ser lançado em 23 de junho de 2015, com o nome Dark Before Dawn. Dentro de uma hora de disponibilidade de pré-encomenda, Dark Before Dawn chegou ao número 1 na parada de álbuns de rock no iTunes e No. 3 na parada geral álbum. A banda também fará uma turnê de apoio ao novo álbum de abril a julho de 2015.

Características

O estilo da banda foi classificado como metal alternativo e post-grunge
FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

BREAKING BENJAMIN - Never Again

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/kxm-scatterbrain.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=UvTnzne69Tsendofvid[starttext]KXM é um supergrupo formada em 2013 por Geroge Lynch ex Dokken na guitarra, Ray Luzier do Korn na bateria e dUg Pinnik do King'X no baixo e vocal, o grupo faz uma boa mistura de Alternative Metal e Hard Prog, quem ainda não conhece,
vale a pena conhecer.


[endtext]

KXM - Scatterbrain

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/battle-beast-familiar-hell.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=P3k7r_U8b40endofvid[starttext]Battle Beast é uma das grandes da nova safra do Metal Finlandes, fazendo um Heavy Metal clássico que lembra Accept, eles vêm tendo um rápido crescimento na cena, formada em 2008 eles têm tudo para fazer parte dos gigantes do Metal da Finlândia.


[endtext]

BATTLE BEAST - Familiar Hell

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/armored-saint-march-of-saint.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=G98IPrr9g5oendofvid[starttext]Armored Saint é uma banda de heavy metal de Los Angeles, Estados Unidos. Foi fundada em 1982 por amigos de infância fãs de metal: John Bush (vocais), Joey Vera (baixo), Gonzo (bateria), Dave Prichard (guitarra) e Phil Sandoval (guitarra).

História

Com canções que falam de temas épicos, os membros chamaram a atenção da Metal Blade Records que em 1983 lançou seu EP de estréia "Armored Saint" com apenas três músicas. Em 1984, foi lançado o primeiro álbum "March of the Saint" pelo selo Chrysalis. Em 1985 foi lançado "Delirous Nomad", o segundo álbum, que fugia um pouco do estilo da banda. Após este disco, o Guitarrista Phil Sandoval resolveu abandonar o grupo. "Raising Fear" de 1986 devolveu o Armored Saint às suas raízes e foi aclamado pelos fãs como um dos melhores da carreira. O grupo voltou para a Metal Blade em 1989 e lançou "Saints will Conquer" disco ao vivo. Após este período o guitarrista Dave Prichard morreu de leucemia e a banda deu uma pausa de três anos.
Em 1991, com a volta de Phil Sandoval, foi lançado "Symbol of Salvation", o disco mais aclamado da banda, que colocou hits como "Last Train Home" e "Reign of Fire" nas paradas da MTV e projetou John Bush como grande vocalista, o que culminou com um convite para assumir os vocais da banda "Anthrax", deixando o Armored Saint em segundo plano. Joey Vera aproveitou este período e também fez parte de outro projeto: O "Fates Warning". Em 2000 o grupo se reuniu para gravar mais um álbum: Revelation.

Integrantes

Atuais
  • John Bush – vocal (1982–presente)
  • Joey Vera – baixo, backing vocals (1982–presente)
  • Gonzo Sandoval – bateria, percussão, backing vocals (1982–presente)
  • Phil Sandoval – guitarra (1982–1985, 1990–presente)
  • Jeff Duncan – guitarra, backing vocals (1989-presente)
FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

ARMORED SAINT - March Of The Saint

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2017/01/aversions-crown-prismatic-abyss.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=LrsyL4ldK0Qendofvid[starttext]Aversions Crown é uma banda de Extreme/Deathcore da Austrália formada em 2010. muitos apreciadores de música extrema ainda possuem um certo preconceito com o estilo, mas é o tipo de banda que agrada até os fãs de Brutal Death Metal.


[endtext]

AVERSIONS CROWN - Prismatic Abyss

 
Real Time Analytics