0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2016/07/lacuna-coil-delirium.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=CYIEGaIjklkendofvid[starttext]
Lacuna Coil é uma banda de metal gótico e metal alternativo formada na cidade de Milão, Itália, em 1994. Outros nomes da banda, antes de chegar ao atual, foram Sleep of Right e Ethereal. A banda é inspirada pelo imaginário gótico, e seus membros são conhecidos musicalmente por compor canções que consistem em linhas de guitarra entrelaçadas com o teclado, contrastando com vocal feminino e masculino, tornando o som bastante melódico. Apesar disso, grande parte do material mais recente possui influências em bandas como Korn e Meshuggah. De acordo com o grupo, são inspirados por bandas como Depeche Mode, Paradise Lost, Tiamat, Septic Flesh, Type O Negative e In Flames, entre outras.
Lacuna Coil, em português, quer dizer Espiral Vazia.

História

Era a década de 1990. Andrea Ferro e Marco Coti Zelati montavam uma banda de rock sem grandes pretensões. Apesar do estilo não ter uma cena forte em Milão, a banda Sleep of Right chegou a gravação da primeira demo com Ferro nos vocais, Claudio Leo na guitarra, Marco Coti Zelati no baixo e Forti na bateria. A sonoridade surpreendia os jovens integrantes. Mas ainda faltava algo para completar a proposta da banda.
Cristina Scabbia, namorada de Zelati, foi indicada por ele para gravar alguns vocais complementares. Cristina não tinha contato nem experiência com o heavy metal, mas já havia feito participações em projetos com dance music. Foi ai que a história da banda começou a mudar. As faixas "Shallow End" e "Frozen Feeling" ganharam o brilho da voz suave de Cristina no som da banda italiana.
A sonoridade do instrumental ousado e inovador, o contraste grave de Ferro somados aos agudos de Scabbia, chegaram à gravadora Century Media, que acreditou no potencial e abriu as portas dos estúdios para os jovens milaneses. Era a grande oportunidade da banda.
O som ficou mais lento e os arranjos polidos destacaram as influências góticas. O nome também foi mudado para Lacuna Coil. A Itália, com pouca tradição no rock, lançava ao mundo uma banda das mais competentes e sofisticadas da cena atual.
Em 1998, chegava às lojas um EP intitulado Lacuna Coil. A banda já garantia sua presença no festival alemão Wacken, tocando ao lado de The Gathering e Moonspell. Depois da terceira apresentação, o baterista e o guitarrista deixaram a banda, os músicos do Moonspell foram convidados a participarem com Lacuna Coil até o final da turnê. Um tecladista ainda foi adicionado para a excursão seguinte. Porém, a idéia não foi aprovada pelos outros integrantes. Já na Itália, Cristiano Mozzati foi convidado para a bateria. Cristiano Migliore passou a ser o guitarrista.
In a Reverie foi o primeiro trabalho, que trazia um instrumental refinado e a voz de Cristina Scabbia. Em 1999, os italianos foram uma das principais atrações do festival holandês Dynamo Open Air, e do Gods of Metal, da Itália. O grupo contou ainda com as excursões ao lado de Grip Inc. e Skyclad. Bandas de estilos diferentes e muito mais experientes, que ajudaram o Lacuna Coil a aprimorar a própria técnica e aprender com outros músicos.

A banda em concerto acústico

No início de 2000, o grupo prepara o segundo EP da discografia, intitulado Halflife, que fora lançado em março. Tal EP rendeu à banda a primeira turnê européia como atração principal. Concertos como o de Londres ficaram marcados, pois os ingressos foram esgotados. O EP incluía a faixa "Senzafine" cantada em italiano. No mesmo ano, em outubro, a banda começa a gravar o álbum Unleashed Memories, sendo lançado em 29 de janeiro de 2001. E esse foi um ano intenso de turnês para a banda, começando com uma excursão européia com Theatre of Tragedy ao longo de janeiro e fevereiro. Eles também são incluídos no metal de Odyssey fazendo turnê com Dimmu Borgir, Nevermore, In Flames e Susperia, tocando treze datas ao longo da Europa. Em abril, voltam à Itália para uma série de concertos.
Depois do retorno de uma turnê pela América e uma parada para o Natal, a banda começa a trabalhar no terceiro álbum de estúdio. Os próximos meses são dedicados dentro a maior parte para ensaiar e escrever canções. Em abril de 2002, a banda trabalha em pré-produção em Milão, com o produtor e amigo de longa data Waldemar Sorychta e em 17 de abril eles entram no estúdio de Woodhouse na Alemanha e começam gravação do álbum que trará reconhecimento global para eles. Comalies é o título que a banda escolhe para esse novo álbum, lançado em setembro de 2002. Ele é mais pesado e mais dinâmico que o Unleashed Memories, tendo muitas críticas positivas e ótima repercussão dentre os fãs. Nesse trabalho foram adicionados sintetizadores que davam um ar saudosista às canções, deixando um pouco, a antiga proposta. As faixas eram bastante diferentes entre si, o que provou o amadurecimento da banda e repercutiu de forma extremamente positiva no cenário underground.
No restante de 2002, e em 2003 a banda faz várias turnês na Europa e EUA, e grava o vídeo musical da canção "Heaven's a Lie", que se torna uma das mais tocadas na Itália. Em 2004, a banda assina com a gravadora Century Media, e continua fazendo turnês por várias partes do mundo. Também gravam mais um vídeo musical, agora de "Swamped", que também é incluída na trilha sonora do filme Resident Evil Apocalypse. No final desse ano, a banda começa a trabalhar em um novo álbum.
Começa 2005 e Comalies continua vendendo bem; em março o álbum ultrapassou a marca de duzentas mil cópias vendidas. Com a aproximação do verão o Lacuna Coil continua escrevendo canções para o novo álbum e se prepara para um grande número de festivais pela Europa. Em julho, a Century Media relança todos os álbuns e EPs anteriores a Comalies, com novos encartes e extras. Os festivais continuam ao longo dos meses de verão. Em 23 de outubro, a imprensa internacional é convidada a uma sessão especial nos Estúdios de Galáxia em Mol na Bélgica, onde a banda revela seis novas canções: "What I See", "Fragile", "In Visible Light", "Fragments of Faith", "Within Me" e "Our Truth". Todas elas, seriam lançadas no próximo álbum.
No final de 2005 a banda completa a gravação de Karmacode, e o lança em 4 de abril do ano seguinte. Um pouco antes, em 4 de março de 2006, a banda lança o compacto "Our Truth", que aparece na trilha sonora do filme Anjos da Noite: A Evolução. Também é gravado um vídeo musical para a canção.
Em 2010, chega as lojas brasileiras o álbum Shallow Life produzido por Don Gilmore (o mesmo de Linkin Park) trazendo como principais destaques as faixas Spellbound, Unchained e I Won’t Tell You.
Dois anos depois, a banda termina as gravações de seu novo album, intitulado Dark Adrenaline, sendo lançado no início de 2012, produzido por Don Gilmore (Pearl Jam, Linkin Park, Bullet For My Valentine) e gravado pela Century Media Records. "Em algumas canções há bastante raiva, provavelmente as mais pesadas que já escrevemos, algumas outras canções são intensas, carregado com doces e escuras emoções e até mesmo há um pequeno espaço para alguma luz no fim do túnel", diz o co-vocalista Andrea Ferro sobre o album Dark Adrenaline.
Em setembro de 2013, a banda anunciou o início da gravação de seu novo álbum o "Broken Crown Halo" com o produtor Jay Baumgardner, com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2014 na América do Norte. A primeira faixa de seu novo álbum chamado "Nothing Stands In Our Way" foi estreada online. Em 14 de fevereiro de 2014 a banda anunciou através de sua página no Facebook que o guitarrista Cristiano 'Pizza' Migliore e o baterista Cristiano 'Criz' Mozzati decidiram sair da banda depois de 16 anos, citando razões pessoais. Ryan Folden (The Agony Scene; Queime halo; After Midnight Project) assumiu a posição de baterista da banda, enquanto que nas guitarras a banda se mantém apenas com um guitarrista o Marco Biazzi.

Membros

Membros atuais

FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

LACUNA COIL - Delirium

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2016/07/wage-war-river.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=IMyv2QJCyt4endofvid[starttext]Wage War foi formado em 2013 nos Estados Unidos e é uma das bandas mais brutal de Metalcore, chegando perto do Deathcore, que para os mais Oldschool são a mesma coisa, é uma banda que vale a pena conferir, som bom, pesado e moderno.


[endtext]

WAGE WAR - The River

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2016/07/ice-nine-kills-hell-in-hallways.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=_JM45T2XBZIendofvid[starttext]Ice Nine Kills é uma banda emergente da cena Post Hardcore, apesar de ja possuir 10 anos de estrada, ainda não conseguiu figurar entre as principais do estilo, mas com certeza é uma das melhores e faz um som mais pesado que seus similares mais conhecidos.

Members

Current members
  • Spencer Charnas - lead vocals, keyboards (2006–present); rhythm guitar (2006-2009)
  • Justin DeBlieck - co-lead vocals, lead guitar (2009–present)
  • Justin Morrow - rhythm guitar (2009–present), bass, backing vocals (2013–present)
  • Conor Sullivan - drums (2009–present)

[endtext]

ICE NINE KILLS - Hell In The Hallways

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2016/07/firespawn-all-hail.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=1Mzt3oDiJAcendofvid[starttext]Firespawn é um supergrupo de Death Metal Sueco formado em 2015 tendo na formação, Alex Friberg do Necrophobic no baixo, Matte Modin Ex Dark Funeral na bateria, nas guitarras Victor Brandt do Entombed A.D. e Fredrik Folkare do Necrophoc e Unleashed e por fim LG Petrov, do Entombed A.D. também o membro mais conhecido do grupo, Death com influências de Thrash da mais alta qualidade.


[endtext]

FIRESPAWN - All Hail

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2016/07/gojira-low-lands.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=7j03lu6SBR8endofvid[starttext]Gojira é uma banda de Metal francesa formada em 1996 em Baiona, França. A banda é composta pelo vocalista, guitarrista e compositor Joe Duplantier, seu irmão mais novo e baterista Mario Duplantier, Christian Andreu como segundo guitarrista, e Jean-Michel Labadie como baixista. A banda é conhecida por ter letras que tratam do Meio Ambiente, Espiritualidade, Vida e Morte. Atualmente Gojira é considerada uma das promessas do Metal desse milênio e uma das bandas que são o futuro do heavy metal ao lado de nomes como Trivium, Killswitch Engage, Lamb Of God e Mastodon.
O grupo possui até hoje 3 álbuns de estúdio, 7 álbuns ao vivo e 9 videoclipes musicais.

Estilo Musical e Letras

O som do Gojira não é facilmente classificável, já que eles misturam elementos de vários estilos. Os Gêneros que mais podem ser apropriadamente associados à sonoridade da banda Gojira são death metal técnico, thrash metal, groove metal e death metal progressivo. Gojira possui influências de bandas como Slayer, Sepultura, Death, Opeth, Morbid Angel, Meshuggah, Tool, Metallica, Pantera e Neurosis.
Gojira desempenha um estilo técnico e rítmico de heavy metal com uma bateria extremamente precisa, juntamente com pedais duplos, riffs padrões e de ritmo incomuns. Os franceses também tem sido conhecidos por incorporar elementos atmosféricos e instrumentais em sua música. As canções do Gojira têm estruturas de música progressiva e incomuns, raramente usando o padrão "verso, refrão, verso". O estilo de vocal é variado, que explorar gritos e berros frequentemente utilizados em death metal extremo, além do estilo vocal gutural predominantemente usado em death metal, bem como vocais limpos e cantos mais altos. As vezes, grunhidos e vocais limpos são misturados para criar um efeito agressivo, mas melódico.
As letras de Gojira geralmente tratam sobre o meio ambiente e o ecossistema da terra, a vida, a morte, nossa espiritualidade e energia, meditação, o corpo humano e a natureza concebidos como um todo conectado. Há alusões a filosofia, o vocabulário do hinduísmo mitologia/ indiana, hindu e yoga.
Gojira usa suas letras para espalhar suas crenças e preocupações espirituais e para a preservação do meio ambiente. Eles também cooperam com uma organização chamada Sea Shepherd Conservation Society para proteger os animais marinhos, especialmente, baleias, golfinhos e tubarões.


Membros

FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

GOJIRA - Low Lands

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2016/07/fire-from-gods-excuse-me.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=F3wMPkrz3Jwendofvid[starttext]Fire From The Gods é uma ótima banda de Rapcore, apesar de ser considerada de Metalcore, essa música possui uma temática contra o preconceito, tema bem discutido pelo mundo, a banda é Americana e é uma das boas surpresas vindas de lá.

 Membros

 AJ Channer - Vocals
Jameson Teat - Guitar
Drew Walker - Guitar
Bonner Baker - Bass
Richard Wicander - Drums


[endtext]

FIRE FROM THE GODS - Excuse Me

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2016/07/of-mice-men-pain.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=jkjvyMBeqUEendofvid[starttext]Of Mice & Men é uma banda de metalcore americana de Costa Mesa, Califórnia. O grupo foi fundado por Austin Carlile e Jaxin Hall durante meados de 2009 após a saída de Carlile de Attack Attack!. O nome da banda é derivado do romance de mesmo título de John Steinbeck.

História

Formação e álbum de estréia (2009-2010)

Of Mice & Men foi fundada por Austin Carlile, o vocalista original da Attack Attack!, e o baixista Jaxin Hall, uma importação a partir de Auckland, Nova Zelândia em 2009 em Columbus, Ohio. Os dois gravaram sua demo "Seven Thousand Miles for What?". Embora com a banda She Wrote a Paper Tiger Studios em Columbus. Carlile e Hall procurou outros membros por cerca de um mês. Eles então se depararam com Valentino Arteaga, baterista da Lower Definition, Jon Kintz da Odd Project, e Phil Manansala, um guitarrista para turnê A Static Lullaby. Carlile e Hall mudaram para o sul da Califórnia para se juntar com os três. Um pouco mais tarde, Kintz foi cortado da banda e substituído por Shayley Bourget. Com uma pergunta na mão pedindo a saída de Kintz em um Q & A para o grupo, Bourget, brincando, afirmou: "Jon não cortá-la . " Da parte de Kintz, ele teria citado que a banda sentiu que estava "festejando muito." Depois de alcançar 1.000.000 execuções de seu perfil Myspace em apenas dois meses desde o seu lançamento, a banda enviou um cover da canção de Lady Gaga, " Poker Face ". A canção foi masterizado por Tom Denney, anteriormente de A Day to Remember e uma cópia da demo foi enviada diretamente para a Rise Records. Reconhecendo a banda como novo projeto musical de Carlile, Of Mice & Men assinou com a gravadora. O grupo, então, viajou para a Studios Foundation em Connersville, Indiana, em 14 de julho de 2009, com Joey Sturgis para gravar seu álbum de estréia auto-intitulado.
Em 06 de dezembro de 2009 eles tiveram dois vídeo atira em Ventura, Califórnia, para "Those in Glass Houses" e "Second & Sebring". A banda lançou seu álbum de estréia em 9 de março de 2010, apesar de que eles planejaram liberá-lo mais cedo. A data de lançamento original era 23 de fevereiro, mas o álbum foi forçado a um atraso. Um mês antes do lançamento oficial, no entanto, o álbum vazou em 10 de fevereiro de 2010 por fãs que invadiu o sistema. O vídeo da música "Second & Sebring" foi lançado no dia da Hot Topic website, e fez a sua estreia na televisão Headbangers Ball em 15 de março de 2010.
A banda se juntou ao "Squash O tour Beef" apoiar Dance Gavin Dance, juntamente com Emarosa, Tides of Man, e Of Machines. Também em 2009, Of Mice & Men foi o apoio no Tour Atticus juntamente com Finch, Blessthefall , Drop Dead, Gorgeous, Vanna, e Let's Get It. Após a conclusão do Tour Atticus, a banda divulgou I See Stars on the Leave It To The Suits Tour com We Came as Romans, Broadway, e Covendetta.

Saída de Carlile e Hall (2010-2011)

Jerry Roush, que antigamente era uma parte da Sky Eats Airplane, logo tornou-se uma adição permanente para Of Mice & Men. Originalmente, Roush era um substituto para Austin Carlile na The Emptiness Tour em 2010, que contou com a banda juntamente com Alesana, A Skylit Drive, The Word Alive, e We Came as Romans. Carlile faria uma cirurgia cardíaca realizada no futuro próximo e foi forçado a não excursionar pelo seu médico. Ao mesmo tempo, Carlile caiu em um conflito com os outros membros. Através de muita deliberação, a banda e Carlile decidiu se separar. O grupo posteriormente convidou Roush para seguir com Of Mice & Men. A banda foi destaque na capa da edição de 19ª de substream Music Press logo após esta decisão.
Depois de "The Emptiness Tour", Of Mice & Men apoiado Attack Attack! no "This Is A Family Tour" com In Fear and Faith, Pierce the Veil, e Emmure.
Meses após o início da Roush, o baixista, Jaxin Hall deixou o grupo em 23 de agosto de 2010. Hall consideravelmente explicou que foram feitas as razões para esta decisão de se concentrar mais em sua vida pessoal, bem como a sua marca de roupa, Love Before Glory. Dane Poppin de A Static Lullaby foi substituído como baixista para Of Mice & men, então datas de turnê foi anunciada depois da partida de Hall. O grupo foram incluídos no Punk Goes ... compilação, Punk Goes Pop 3, que abrange a música R & B, "Blame It", de Jamie Foxx, com Poppin no baixo e é a única gravação pela banda para caracterizar os vocais de Roush. A banda participou de Warped Tour 2010. Logo após a conclusão do Warped Tour, Of ​​Mice & Men visitou o Reino Unido em apoio de August Burns Red e Blessthefall.

O retorno de Carlile com Ashby, e The Flood (2011-2012)

No dia 9 de janeiro de 2011,o grupo chegou a uma conclusão de demitir Roush para chamar de volta o ex-vocalista e fundador da banda, Austin Carlile. Roush postou uma resposta estendida a sua demissão da banda em sua conta no Twitter. Carlile tinha a intenção por meses para começar um novo projeto musical, com o musico e melhor amigo Alan Ashby, até que seu pedido para retornar para o grupo foi feita. Carlile e Ashby foram, então, tanto aceito no Of Mice & Men, com Ashby como um membro completamente novo. Apesar de Ashby e Carlile de curta duração "drama" sobre Ashby expondo breve affair de Carlile com fan Delaney Michelone, permaneceram companheiros de banda e amigos íntimos. O grupo, então, passou por uma ligeira arranjo, o que eles pediam um baixista após várias substituições que Dane Poppin, de A Static Lullaby, contribuíram para. necessário o retorno de Poppin de A Static Lullaby após uma extensa turnê com Of Mice & Men teve a movimentação do grupo Shayley Bourget de guitarra para guitarra baixo, mas permanecem em vocais limpos onde Ashby foi empregado como guitarrista em vez de ser utilizado como o baixista necessária no grupo.
A banda revigorada começou o processo de gravação de seu segundo álbum intitulado The Flood no final de janeiro de 2011. Logo após a conclusão do álbum, a banda foi headline do Artery Across the Nation Tour 2011, com o apoio de Woe, Is Me, Sleeping with Sirens, I Set My Friends On Fire e The Amity Affliction.
A banda excursionou pela Europa e Austrália em apoio da Amity Affliction, juntamente com I Killed the Prom Queen, e Deez Nuts. Eles também mais tarde apoiando Asking Alexandria em um curto espaço de quatro dias turnê pelo Reino Unido, juntamente com While She Sleeps.
Em 13 de maio de 2011 Of Mice & Men lançou um novo single, intitulado, "Still YDG'N". Além disso, em 24 de maio de 2011, eles lançaram uma segunda canção intitulada, "Purified". "Purified" foi adicionado à parcela de 2011 compilação anual Warped Tour de Sideonedummy. "The Flood" foi lançado 14 de junho de 2011.
Of Mice & Men participou em toda a Warped Tour 2011. Eles se juntaram ao ex-baixista Jaxin Hall no seleto California lançamento de "Second and Sebring". De 13 de setembro de 2011 até 14 de outubro de 2011 Of Mice & Men apoiou We Came as Romans na I'm Alive Tour junto com Miss May I, Texas in July, e Close to Home. Mais tarde, o grupo foi headline do Monster Energy Outbreak Tour com Iwrestledabearonce, I See Stars, Abandon All Ships, e That's Outrageous! For the Fallen Dreams também foram incluídos na primeira metade da turnê.

Saída de Shayley Bourget, The Flood Re-edição deluxe (2012)

Em 2012, o grupo anunciou que eles estavam voltando para o estúdio para começar a trabalhar em seu terceiro lançamento. Em 9 de fevereiro, o anúncio da partida de Shayley Bourget da banda foi lançado para o público via Facebook e YouTube. Shayley também tinha lançado uma declaração em vídeo no YouTube, expondo as razões que ele teve de parar com a banda. Ele sofria de depressão e alcoolismo, juntamente com outros problemas pessoais, e sentiu que ele estava trazendo os outros membros da banda para baixo. Shayley afirmou que ele não vai voltar para a banda, desde então, iniciou um novo projeto chamado Dayshell, com Raul Martinez, e ele está continuando com a criação de novas músicas para si mesmo. Em 2 de março, a banda anunciou via Facebook que Austin Carlile estaria tomando conta de todos os vocais para Of Mice & Men no terceiro álbum de estúdio.
A reedição de "The Flood" foi lançado em 24 de julho de 2012. Ele contém dois discos, com 4 músicas novas.
Para Vans Warped Tour 2012, Aaron Pauley de Jamie's Elsewhere assumiu o baixo e vocais limpos. Pauley, desde então, afirmou que ele não é mais um membro da banda de Jamie's Elsewhere, mas ele não deixou em condições ruins.

Restoring Force (2012-presente)

Em 4 de dezembro de 2012, a banda revelou via Facebook que estão actualmente a escrever e material de demos para seu próximo álbum. A banda afirmou: "No caso de alguns de vocês ainda não sabe, estamos atualmente casa de uma excursão para o restante de 2012 e agora estão de volta em nosso estúdio trabalhando em nosso novo álbum! SIM! Todo um álbum de tudo material novo está sendo escrito e AGORA! ". A banda entrou em estúdio em junho de 2013 para começar a pré-produção do álbum com o produtor David Bendeth. Em 01 de outubro de 2013, foi anunciado que a banda terminou de rastreamento para seu novo álbum, depois de passar o verão em New Jersey a gravação do álbum, com David Bendeth, que estava no processamento de mixagem do álbum.
Em 17 de outubro de 2013 Alternative Press lançou o primeiro vídeo de estúdio e anunciou a conclusão do terceiro álbum da banda, a banda postou essa declaração sobre a conclusão do álbum; "Ao longo dos últimos meses, nós estivemos no estúdio escrevendo e gravando o terceiro álbum completo com o produtor David Bendeth. Estamos muito animado para anunciar que, após o processo de gravação mais profunda que já experimentei, o álbum tem sido concluído e não podemos esperar para que você possa ouvi-lo! ".
Em 17 de outubro de 2013 Alternative Press lançou o primeiro vídeo de estúdio e anunciou a conclusão do terceiro álbum da banda, a banda postou essa declaração sobre a conclusão do álbum; "Ao longo dos últimos meses, nós estivemos no estúdio escrevendo e gravando o terceiro álbum completo com o produtor David Bendeth. Estamos muito animado para anunciar que, após o processo de gravação mais profunda que já experimentei, o álbum tem sido concluído e não podemos esperar para que você possa ouvi-lo! ".
Em 26 de novembro de 2013, a banda lançou um teaser para um grande anúncio para vir no dia seguinte. No dia seguinte, a banda anunciou seu terceiro álbum de estúdio chamado Restoring Force , que deve ser lançado em 28 de janeiro de 2014 na América do Norte. Eles também anunciaram as datas de uma turnê do Reino Unido em abril de 2014, com questões e Beartooth.
Em 01 de dezembro de 2013 a banda lançou seu primeiro single de Restoring Force . O single, "You're Not Alone" é o primeiro lançamento da banda com o novo baixista e vocalista limpo Aaron Pauley, Eles anunciaram que Bones Exposed seria a próxima música lançada do novo álbum; Foi lançado em 23 de dezembro. Após o álbum foi lançado, a banda excursionou como um ato de apoio à banda de metal britânica Bring Me the Horizon, juntamente com as questões banda de metalcore, no 'American Dream Tour " em toda a América, começando cedo fevereiro e terminando no final de março. Uma vez que a turnê terminar, a banda se apresentou no Reino Unido, com Issues e Beartooth apoiando-os ao longo de abril.
Um videoclipe para a música "Would You Still Be There" foi lançado em 15 de maio de 2014. A partir de 23 de maio, a banda divulgou easycore banda A Day to Remember na América Latina, inclusive passado pelo Brasil, terminando no início de junho. Em julho, foi anunciado que a banda será o principal suporte para banda de metal popular Linkin Park em sua turnê européia em novembro.
Em 08 de outubro de 2014 a banda postou fotos mostrando que estavam de volta ao estúdio com David Bendeth no Twitter. Em 23 de outubro de 2014, a banda lançou um videoclipe para a música "Feels Like Forever".
Em 16 de dezembro, 2014 uma edição de luxo de Restoring Force foi anunciada intitulado "Restoring Force: Full Circle", que incluirá três novas faixas e uma versão acústica de "Feels Like Forever",e foi lançado no dia 24 de fevereiro, 2015 .
Em 04 de fevereiro de 2015, a banda estreou um novo single "Generation Broken" com um vídeo da música que o acompanha. No dia seguinte, o single estava disponível para ouvir através da biblioteca do Spotify.

Estilo musical

Of Mice & Men foi frequentemente classificado sob o gênero metalcore e Nu metal, recentemente o primeiro álbum da banda de tem sido chamado de um álbum de metalcore típico, semelhante aos trabalhos de O The Devil Wears Prada, We Came as Romans e Attack Attack!, e também foi considerado como tendo elementos de post-hardcore.
O segundo álbum de Of Mice & men foi descrito como um estilo diferente ao gênero típico metalcore moderno e mais melódico do que o trabalho anterior da banda, e foi descrito como tendo alguns elementos leves de nu metal. Em seu terceiro álbum, a banda começou a incorporar muito mais elementos de Nu metal em seu som, com uma revisão Rock Sound descrever o estilo do álbum como uma mistura de nu metal e metalcore. "You're Not Alone", primeiro mapeamento da banda single, foi comparado com o estilo de Deftones, Slipknot e Disturbed.
FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

OF MICE & MEN - Pain

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2016/07/chelsea-grin-broken-bonds.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=awa50gXnOdwendofvid[starttext]
Chelsea Grin é uma banda de deathcore estadunidense formada em Salt Lake City, Utah no ano de 2007. O grupo assinou contrato com a Artery Recordings e lançaram dois EPs e três álbuns de estúdio.
Chelsea Grin foi originalmente formada por Alex Koehler e ex-companheiros de banda. Primeiros membros da banda eram Koehler, o baixista Austin Marticorena e guitarrista Michael Stafford. Marticorena introduziu Andrew Carlston ao Chelsea Grin e assistindo em reescrever as suas músicas, bem como a criação de um novo material. Este processo de escrita levam às faixas de seu primeiro lançamento, EP auto-intitulado, que foi transmitido e divulgado on-line através do iTunes, em seguida, lançado em formato CD em todo o mundo em 27 de julho de 2008. A banda lançou as canções "Crewcabanger" e "Lifeless" como singles, sendo que ambos foi bem recebida pelo público no Myspace.
O nome da banda é derivado do método de tortura no qual se corta o rosto de uma vítima a partir das bordas da boca para os ouvidos: o corte - ou suas cicatrizes - forma uma "extensão" do que se assemelha a um sorriso "rasgado" enquanto a vítima grita. Outros nomes para a prática são "Chelsea Smile" e "Glasgow Smile", por ter sua origem na cidade escocesa de "Glasgow". Em outras áreas da Grã-Bretanha é uma das formas que as gangues deixam para os membros rivais como método de intimidação.

História

O inicio e contrato com Artery Recordings

Após o lançamento e sucesso do EP auto-intitulado em julho de 2008, e o contrato com "Statik Factory Records", e algumas pequenas tours de sucesso na costa oeste dos Estados Unidos. Austin Marticorena (baixo) deixou a banda por motivos pessoais. A banda recrutou Jake Harmond para ficar temporariamente no baixo, enquanto a banda encontrava um membro permanente. Pouco tempo depois, a banda demitiu o baterista Andrew Carlston e xelim Kory tomou o seu lugar, assim como Davis Pugh assumiu a posição de baixista em tempo integral. Em abril de 2009, o baterista original Carlston voltou para a banda, substituindo xelim eo guitarrista e membro original Chris Kilbourn deixou a banda para iniciar sua própria gravadora, a Matchless Records. Pouco depois, Jake Harmond novamente entra na banda, desta vez substituindo na guitarra.
Logo depois a banda começou a escrever o seu EP auto-intitulado, eles decidiram dar uma nova rota e mudar Pugh Davis de ser baixista em ser um terceiro guitarrista David Flinn depois se juntou à banda como baixista. A banda então foi adicionada a um pequeno tour semanal de longo prazo no Canadá em junho de 2009 com The Agonist, A Plea for Purging, Arsonists Get All the Girls, Statik Factory labelmates e Attila. Após a bem sucedida turnê, o guitarrista Jaek Harmond decidiu se tornar um membro a tempo inteiro, a banda assinou um contrato com representantes da Fundação Artéria, Mike Milford e Eric Rushing quem então reservando o tempo de estúdio para o Chelsea Grin e gravar seu álbum de estréia, Desolation of Eden no "Lambesis Studios" em San Marcos, Califórnia, em agosto de 2009. O álbum foi produzido por Tim Lambesis vocalista do As I Lay Dying e fundador do estúdio. Uma semana antes de ir para o estúdio, guitarrista Davis Pugh foi expulso da banda, e foi substituído com o ex-companheiro de banda de "Jake Harmond; Dan Jones", de outro local de Salt Lake City da banda Hermione. Enquanto no estúdio a banda assina contrato com a Artéria Recordings, uma gravadora que foi impressa entre The Artery Foundation e Razor & Tie.

Desolation of Eden

Depois de gravar seu disco de estréia, Desolation of Eden, a banda embarcou em sua primeira turnê completa nos Estados Unidos com Dr. Acula, American Me, e Átila. Desolation of Eden foi lançado em 16 de fevereiro de 2010 e alcançou o número 21 na Billboard Top Heatseekers vendendo 1.500 cópias na primeira semana. Com o sucesso de sua estréia, a banda foi depois apresentado e elogiado pelo Alternative Press, nos jornais de Utah e muitas outras revistas de todo o país e em todo o mundo.
Em agosto de 2010, enquanto a banda estava em Richmond, Virginia no "Thrash and Burn tour", vocalista Alex Koehler sofreu uma lesão grave em sua mandíbula, tê-lo fraturado em três lugares, o que exigiu a banda abondonar a tour final. Koehler foi levado às pressas do local para receber a cirurgia. Apesar disso, a banda ainda realizou sua turnê de duas semanas com Blind Witness e Attila durante setembro de 2010, que Koehler foi substituído por Adam Warren da banda Oceano.
Duas músicas que estreou em auto-intitulado EP da banda, "Cheyne Stokes" e "Recreant", foram regravadas pora o Desolation of Eden. O álbum também alcançou a posição 24 na Billboard New Chart Artists. Atualmente, há dois vídeos de música do disco, "Sonnet of the Wretched" e "Recreant". O vídeo da música "Sonnet of the Wretched" foi filmado em 4 de junho de 2010 como a banda se apresentou um show com ingressos esgotados no The Boardwalk em Orangvale na Califórnia, o vídeo foi, então, lançado em 7 de julho de 2010. Em 2010, enquanto estava em turnê com Iwrestledabearonce, Eyes Set to Kill, The Chariot e Vanna, a banda gravou um videoclipe para o single "Recreant" em uma gravação definir realizada no norte da Califórnia, o vídeo estreou em 13 de janeiro de 2011 no metal Injection. Chelsea Grin confirmou Chris "Zeuss" Harris como o produtor escolhido para a gravação do seu álbum de My Damnation, e entraria no estúdio para a gravação o seu álbum em 13 janeiro 2011.

My Damnation e Evolve EP

Chelsea Grin acabado de escrever e gravar seu segundo álbum de estúdio em junho de 2011, em que o título foi revelado como sendo My Damnation. Foi lançado no mês seguinte, em 19 de julho de 2011. Em 17 de abril Artery Recordings lançou a faixa-título como o single do álbum, tendo um videoclipe produzido para ele semanas depois. A canção "All Hail The Fallen King", com Phil Bozeman, vocalista do Whitechapel, também estreou antes do lançamento do disco.
Chelsea Grin em turnê com apoio do álbum com Emmure e Attila antes de ser incluído no All Stars Tour, que contou com as mesmas bandas e muitos outros, como After the Burial, Born of Osiris e Motionless in White.
Chelsea Grin foi definidas para iniciar a Warped Tour 2012. Ao mesmo tempo do anúncio Warped Tour, os planos para lançar um EP de 5 músicas foram confirmadas. Em dezembro do ano passado, guitarrista, Michael Stafford deixou a banda. O guitarrista, Jason Richardson (Born of Osiris (ex-All Shall Perish) assumiu a posição de Stafford até novo aviso. Stafford explicou que ele não podia suportar turnê mais, juntamente com outras razões para a explicação da partida. Menos de uma semana depois, Richardson foi expulso Born of Osiris, e logo em seguida mudou sua posição como membro substituto no Chelsea Grin de um membro permanente.
Evolve EP foi lançado em 19 de junho de 2012. Artery transmitiu a canção do EP, intitulado "Lilith" em 9 de maio de 2012.
No final de novembro de 2012, Pablo Viveros juntou Chelsea Grin na bateria. Em novembro e dezembro 2012 Chelsea apoiado Motionless in White em sua turnê norte-americana, intitulado "O tour Infamous". A turnê foi um sucesso, com muitas datas foram vendidos por toda parte. A banda então fez uma pequena turnê na América do Norte em Janeiro. Chelsea Grin participou no Festival Soundwave na Austrália em fevereiro de 2013, bem como dois shows sidewave com Of Mice and Men e While She Sleeps.

Ashes to Ashes

Em março de 2013, a banda fez uma turnê com "Attila", "Betraying the Martyrs", "Within The Ruins" e "Buried In Verona" em a sua segunda grande turnê, "The Sick Tour 2". A banda divulgou "Emmure" em toda a Europa durante abril e maio de 2013. Este foi terceira vez da banda na Europa. Chelsea Grin participou de vários festivais na Europa durante os meses de verão, incluindo o Festival Open Air com "Parkway Drive". Eles também tocaram o All Stars 2013 ao lado de Every Time I Die. Em junho de 2013, Chelsea Grin lançou uma música completa do Korn "Right Now", produzido por um dos do Chelsea Grin o guitarrista Dan Jones. No final de junho, Chelsea grin foram anunciados como o pricipal ato de apoio no "Brothers in arms tour" com os "Amity Affliction Stick to your guns" e "in Hearts Wake". A turnê que abrange a maioria das capitais da Austrália terá lugar no final de outubro 2013.
A banda entrou oficialmente em estúdio no final de novembro de 2013, dois anos desde seu último álbum. O novo álbum será intitulado "Ashes to Ashes" e será lançado em 8 de julho de 2014. Um novo single intitulado "Letters" foi lançado em 17 de dezembro de 2013. O álbum foi produzido por Chelsea Grin e Diego Farias, guitarrista da banda "Volumes". A banda também diz: "Este álbum tem a mesma quantidade de material e Desolation of Eden, My Damnation e Evolve... COMBINANDO". O vocalista Alex Koehler afirma que o conteúdo lírico em "Ashes to Ashes" é muito mais positivo do que nos outros álbuns, "é mais sobre em pé por si mesmos e não dando a mínima para opiniões de mais ninguém. Cada canção vai ser baseado na vida real, alcoolismo, abuso de drogas, a violência ea mentira cotidiana forçado o para baixo de nossas gargantas. Koehler descreve o álbum como: "implacavelmente pesado, com um toque de melodia." Em 12 de maio de 2014 um vídeo lírico foi lançado da canção "Angels Shall Sin, Demons Shall Pray".
Chelsea Grin participara da Vans Warped Tour 2014

 

2015 (A saída de Jason Richardson e novo trabalho)


No dia 21 de Setembro de 2015, Chelsea Grin anunciou em sua página no Facebook que irá lançar um novo trabalho em meados de 2016 (que "promete" ser o [seu] trabalho mais extremo lançado até a data) e que Jason estaria se separando da banda devido as diferenças musicais relacionadas com a direção da gravadora (planejando lançar um disco solo), para ser substituído por Stephen Rutishauser, que tem estado a tocar com a banda desde 2014 em tour's principalmente no lugar de Dan Jones, que está na faculdade de medicina

 

Estilo e influências


O som do Chelsea Grin apresenta um estilo musical conhecido como deathcore. No entanto, o álbum da banda My Damnation destaca algumas influências e elementos de black metal e doom metal com seu estilo deathcore com palhetada alternada e temas sobre inferno e a condenação. Além disso, no EP Evolve, se presencia fortes elementos selecionadas de metal progressivo e o death metal melódico, com sua instrumentação técnica e melódica, bem como até mesmo alguns sons de metal sinfônico em algumas musicas. A banda cita The Black Dahlia Murder, Deftones, Suicide Silence, Whitechapel, Behemoth, Megadeth, Slayer, The Agony Scene, Bleeding Through, Atreyu e Bury Your Dead como suas influências.
Em uma entrevista com Jake Harmond em vista da banda no rótulo do deathcore, ele disse: "Todo mundo gosta de bater sua mandíbula e expressar sua própria opinião como" embaraçoso "é estar em uma banda que pode ser rotulado de" deathcore ", mas honestamente nós nunca deram a mínima ". Chelsea Grin também foram tão longe de se auto-identificam como deathcore, que foi destaque nos primeiros anos da banda, ao descrever seu som.

Membros

 
Atuais
  • Alex Koehler - vocal (2007–presente)
  • David Flinn - baixo (2009–presente)
  • Jacob Harmond - guitarra (2009–presente)
  • Daniel Jones - guitarra (2009–presente)
  • Sthepen Rutishauser - guitarra (2015–presente)(membro de apoio–2014),
  • Pablo Viveros - bateria (2012–presente)
FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

CHELSEA GRIN - Broken Bonds

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2016/07/make-them-suffer-ether.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=WD5nqgle8dYendofvid[starttext]Make Them Suffer é uma banda australiana de deathcore sinfônico, de Perth. A banda se caracteriza por seu som diferente, onde usam elementos de orquestra, criando uma atmosfera sombria e até cinematográfica. Atualmente o grupo assinou contrato com a Roadrunner Records. O álbum de estréia Neverbloom, atingiu um pico de No. 56 no ARIA Album charts em Junho de 2012 atingindo nº 42 e nº 19 no "Victoria" e "Western Australian Album charts" respectivamente.

História

Eles lançaram seu EP de estréia, Lord of Woe, em 27 de setembro de 2010.
Em fevereiro de 2012 o grupo assinou com a Roadrunner Records e, em maio daquele ano lançou seu primeiro álbum de estúdio Neverbloom.
Eles fizeram uma turnê com tais atos notáveis ​​como Thy Art Is Murder e War from a Harlots Mouth.
Existem teorias na internet de que todos os álbuns da banda tem uma história conectada, contada através das músicas e dos clipes. Em Neverbloom, temos a história do eu lírico, que fora traído por Morrow, e agora seu mundo está desmoronando. Uma vez Sean Harmanis já disse em uma entrevista que o álbum todo se trata de um fim de um relacionamento em alta escala, e o eu lírico é o Lord Of Woe, personagem do primeiro EP. Como ele fora traído em Neverbloom, em Lord Of Woe ele está destruindo o mundo, tendo sua vingança. Com o mais novo álbum da banda, Old Souls, temos agora a história de um soldado que fora para a guerra e vira seu amigo morrer, então quando chega em casa começa a bater em sua mulher, Annie. E eles vão levando a vida de intrigas, até que o soldado se mata. Existem teorias de que o soldado seria o Lord Of Woe, ou até mesmo que o Lord Of Woe faz com que o soldado faça tudo o que faz. Esta última teoria foi postada pela banda no Facebook, porém, Sean Harmanis também postou em sua página do Facebook que existe uma história mais complexa, reforçando as teorias de o soldado ser o Lord Of Woe.

Membros

Membros atuais
FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

MAKE THEM SUFFER - Ether

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2016/07/crown-empire-zero.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=tfyAgkFLx2Uendofvid[starttext]Crown The Empire é uma banda de Post HardCore formada em 2010 nos Estados Unidos, e em pouco tempo se tornou uma das grandes do estilo, eles misturam música eletrônica e um pouco de simfônica nas suas músicas, indicada para quem gosta do gênero.


[endtext]

CROWN THE EMPIRE - Zero

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2016/07/whitechapel-elitist-ones.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=DbANenk8o1oendofvid[starttext]Whitechapel é uma banda americana de deathcore formada em Knoxville, Tennessee no ano de 2006. A banda é formada pelo vocalista Phil Bozeman, os guitarristas Ben Savage, Alex Wade, Zach Householder, o baixista Gabe Crisp, e o baterista Ben Harclerode. A banda já lançou cinco álbuns de estúdio, e seis vídeo clipes, a banda tem um contrato assinado com a Metal Blade Records. O álbum A New Era of Corruption lançado em 2010, vendeu cerca de 10.600 cópias nos Estados Unidos em sua primeira semana de lançamento e estreou na posição #43 na Billboard 200. O quarto álbum auto-intitulado foi lançado em 19 de junho de 2012 e estreou em número #47 na Billboard 200.

História

Formação e The Somatic Defilement

Whitechapel foi formada em fevereiro de 2006 por Knoxville, Phil Bozeman, Brandon Cagle, e Ben Savag. Eles logo foram acompanhados por Alex Wade (ex-Redwinterdying) como guitarrista, juntamente com o baixista, Crisp Gabe, e o baterista, Derek Martin. O grupo gravou suas primeiras demos em março daquele ano. Eles nomearam-se após a localização em Londres conhecido como Whitechapel, onde ocorreu os assassinatos infames de Whitechapel que foram cometidos por Jack, o Estripador. Em 2007, a banda assinou contrato com a Siege of Amida Records no Reino Unido, e Candlelight Records na América do Norte, e mais tarde adiçionaram o novo baterista Kevin Lane e lançaram seu primeiro álbum completo The Somatic Defilement em junho daquele ano.

This Is Exile

Em outubro de 2007, a banda assinou contrato com a Metal Blade Records, e em 2008 lanção seu segundo álbum, intitulado This Is Exile. O álbum atingiu o nº 118 na Billboard Top 200. Em maio de 2008, a banda excursionou na turnê The Summer Slaughter, e em agosto de 2008, eles começaram sua primeira turnê como atração principal com as bandas, Impending Doom, A Different Breed of Killer, e Through the Eyes of the Dead.
Em 2008, eles estavam começando a turnê com bandas mais populares, como Parkway Drive e Unearth na turnê Never Say Die!. Eles produziram um vídeo para a música "Possession", junto com uma de "This Is Exile". Whitechapel também excursionou no Rockstar Mayhem Festival no Palco Hot Topic, juntamente com as bandas Job for a Cowboy, Cannibal Corpse, Behemoth e The Black Dahlia Murder, e ao lado de bandas do palco principal, como Slayer e Marilyn Manson, que liderarão a turnê.
Whitechapel excursionou com Darkest Hour e Trivium em 2009 e 2010 na turnê "Into the Mouth of Hell".

A New Era of Corruption e saída de Lane

Whitechapel gravou o The Somatic Defilement, e This Is Exile de 27 dezembro - 31 março com Jason Suecof como o produtor escolhido. A banda anunciou no início do verão de 2010 a data de lançamento para o novo álbum. O nome do álbum foi mais tarde confirmado para ser A New Era of Corruption. Uma música do A New Era of Corruption, intitulada "The Darkest Day of Man" foi realizada ao vivo antes do lançamento do álbum. Meses depois ele foi lançado como streaming de mídia on-line. A New Era of Corruption foi lançado em 8 de Junho de 2010, e vendeu cerca de 10.600 cópias nos Estados Unidos em sua primeira semana de lançamento e estreou na posição #43 na Billboard 200.
A banda também foi anunciada para participar do Download Festival em 2010, e será uma parte da segunda fase apresentada. Em turnê liderando nos Estados Unidos com Impending Doom, Oceano, I Declare War e Miss May I foi realizada antes do final de novembro. Em dezembro de 2010, o baterista, Kevin Lane deixou a banda para voltar para a faculdade, o ex-baterista do Knights of the Abyss Benjamin Harclerode se juntou à banda substituindo Lane. Um vídeo ao vivo da música "Breeding Violence" foi lançado em 7 de Setembro de 2011. Whitechapel fez uma turnê liderando pelos Estados Unidos intitulado "The Welcome To Hell" com The Acacia Strain, Veil of Maya, Chelsea Grin e I Declare War entre fevereiro e março de 2011. Esta turnê foi seguida por outra turnê de mesmo nome na Europa com The Strain Acacia como apoio direto e Impending Doom abrindo o show. Whitechapel também co-liderou a turnê Summer Slaughter, ao lado de The Black Dahlia Murder. No outono e inverno de 2011, Whitechapel vai embarcar em uma turnê pelos Estados Unidos com o The Devil Wears Prada, For Today e Enter Shikari.
Em 28 de setembro Whitechapel lançou uma nova música intitulada "Section 8" e confirmou uma edição limitada de um EP intitulado Recorrupted, o EP foi lançado em 8 de novembro de 2011.

Whitechapel

Whitechapel vai fazer uma turnê pelos Estados Unidos liderando intitulada "The Recorruptour" com Miss May I, After the Burial, Within the Ruins, The Plot in You e Structures ao longo de março e maio de 2012. Whitechapel são indicados para participar de todo o Mayhem Festival 2012.
A banda gravou o seu quarto álbum auto-intitulado no Audio Hammer Studios com o produtor Mark Lewis, que foi lançado 19 de junho pela Metal Blade Records. O primeiro single, intitulado "Hate Criation", foi lançado em 30 de abril pelo canal da Metal Blade Records no YouTube.
Whitechapel teve que cancelar a turnê européia com August Burns Red e The Devil Wears Prada devido a uma doença na família.
A banda planeja re-lançar seu álbum de estréia de 2007, The Somatic Defilement na primavera de 2013 pela Metal Blade Records.

Our Endless War (atualmente)

A banda anunciou através do Twitter e Instagram que um novo álbum seria gravado no final de 2013. Com este anúncio, eles lançaram um vídeo de um novo riff de guitarra. Em 31 de agosto de 2013 a banda anunciou via Facebook que o monitoramento da bateria já tinha começado para o álbum. Em 29 de novembro de 2013, o vocalista Phil Bozeman afirmou via YouTube último dia da banda no estúdio seria 09 de dezembro, e disse que até então, tudo deve ser feito e pronto para ser enviado para mixagem e masterização. Ele disse que ainda não tem data de lançamento para o álbum, mas simplesmente disse que "no próximo ano, em algum momento depois do Natal." Em 7 de dezembro, a banda postou uma provocação em estúdio do novo álbum em ambos Facebook e YouTube. Em 10 de dezembro, a banda anunciou que o monitoramento do álbum tinha sido concluída. Em 26 de fevereiro de 2014, foi anunciado o novo álbum seria chamado Our Endless War, eo primeiro single do álbum, "The Saw is the Law" foi lançado. Eles também anunciaram uma data de lançamento na América do Norte 29 de abril de 2014, bem como lançaram a capa do álbum e lista de músicas no mesmo dia.

 

Influências

Whitechapel é sem dúvidas uma banda de deathcore, e afirmaram que são influenciados a partir de uma grande variedade de bandas como Cannibal Corpse, Meshuggah, Slipknot, Dying Fetus, Bloodbath, Pantera, Metallica, Slayer, Suffocation, Deftones, Despised Icon, Behemoth, Nile, Gojira, Vader, Necrophagist, Carcass, Aborted, Amon Amarth, Agnostic Front, Deicide, Morbid Angel, Napalm Death, Entombed e Cattle Decapitation.
Em entrevista Bozeman declarou: "Eu e Ben [Savage] são mais o tipo de death metal de caras como Cannibal Corpse e Bloodbath, Zack [Householder] é também, mas ele está mais para o black metal épico e metal europeu, Black Metal norueguês e ele traz um monte de influência, Alex [Wade] tem mais de um fundo hardcore e essa é a sua influência.

Integrantes

Atuais
 
FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

WHITECHAPEL - Elitist Ones

0
[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2016/06/tarja-innocence.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=6yYccQ0S1yIendofvid[starttext]
Tarja Soile Susanna Turunen Cabuli (AFI['tɑrjɑ…'turunen]; Kitee, 17 de Agosto de 1977 ) é uma cantora lírica (soprano), compositora e pianista finlandesa que ficou mundialmente conhecida como vocalista da banda de metal sinfônico Nightwish, entre 1996 e 2005. Atualmente ela segue em carreira solo e é considerada uma das melhores cantoras no seu estilo, além de ter sido apontada como destaque para assumir o cargo de "Rainha do Metal" por Doro Pesch, quando esta selecionou suas sucessoras. Tarja ainda colaborou com lendas da música como o compositor alemão vencedor do Óscar, Hans Zimmer , e a banda Scorpions.
Tarja começou sua carreira musical oficialmente em 1996 quando fundou a banda Nightwish ao lado de Tuomas Holopainen e Erno Vuorinen; ela cantou na banda até 2005, quando foi demitida em uma carta aberta à imprensa. Já em dezembro daquele ano, Tarja iniciou uma turnê de concertos natalinos que se estendeu até o fim de 2006, quando ela lançou seu primeiro álbum solo, um projeto natalino chamado Henkäys Ikuisuudesta. Em 2007, Tarja lançou um novo disco, My Winter Storm, e iniciou uma turnê mundial que só acabaria em 3 de outubro de 2009. O terceiro álbum de Tarja, What Lies Beneath, saiu em 3 de setembro de 2010, com sua turnê promocional, What Lies Beneath World Tour, começando em seguida e durando até abril de 2012. Tarja lançou em agosto de 2013 seu quarto álbum solo, Colours in the dark. Também em 2013, Tarja iniciou a Colours in the Road tour, que terminou em 2015.
Beauty and the Beat é um projeto de Tarja Turunen com o baterista Mike Terrana, unidos com uma bela orquestra sinfônica. O álbum/DVD do projeto trás peças do repertório erudito, como árias e aberturas de ópera, além de grandes clássicos do rock de Led Zeppelin, Queen, Nightwish e composições próprias de Tarja. Beauty and the Beat foi lançado em 2014.
Tarja é a cantora mais popular de seu país, eleita a voz da Finlândia pela presidente Tarja Halonen; ela é constantemente chamada para participações na TV ou para julgar uma competição local. Ela também é uma das cantoras do gênero mais populares da Europa. A cantora já foi indicada para seis Emma Awards e em 2009 foi pré-nomeada para o Grammy Awards por um trabalho conjunto com o artista Schiller. Seu perfil vocal se enquadra em soprano lírico, com amplitude de 3,5 oitavas.
Estima-se que Tarja tenha vendido mais de 1 milhão de cópias em carreira solo no Brasil; 3 milhões com o Nightwish.

Biografia e vida pessoal

Tarja nasceu no pequeno vilarejo finlandês de Puhos, em Kitee, única filha entre três irmãos, e desde criança sempre apresentou interesse pela música; sua mãe foi a primeira a notar isso, quando, em uma festa da família, a garotinha de apenas três anos mostrou sua voz para um público pela primeira vez, com a canção "Enkeli Taivaan" (Anjo do Céu). Depois disso, sua mãe decidiu colocá-la no coral da paróquia que a família frequentava, onde ela podia praticar regularmente e ter aulas adicionais em um grupo infantil. Aos seis anos, ela começou a ter aulas particulares de piano erudito, e apesar de morar a vinte quilômetros do local das aulas, ela contava com o apoio de seus pais, que faziam questão que sua filha não faltasse às lições.
Na escola primária, Tarja era costumeiramente convidada a cantar em pequenas festas escolares, por isso, nessa época, a cantora chegou a sofrer bullying por parte das meninas de sua escola, por sempre tirar notas altas nos testes e ser uma das alunas preferidas dos professores; com isso, ela se tornou uma criança mais introvertida, tímida e a maioria de seus amigos eram garotos, os quais guardavam por ela admiração e tratavam-na com respeito.

Tarja na Feira Internacional do Livro de Buenos Aires, Argentina, em 3 de maio de 2007.

Seus grandes ídolos na infância eram cantores de soul como Whitney Houston e Aretha Franklin, e nessa época sua família achava que seria o caminho seguido pela garota, porém, aos quinze anos, Tarja mudou-se para Savonlinna, onde estudou na Savonlinna Senior Secondary School of Art and Music, onde passou a ter aulas de canto lírico e seguiu focando-se nesse estilo. No mesmo ano, ela se apresentou pela primeira vez para mais de mil pessoas como solista em um concerto de Natal.
Aos dezoito anos, mudou-se novamente, agora para a cidade de Kuopio, onde ingressou na Academia Sibelius de Artes, onde pôde desenvolver realmente seus dotes musicais, aperfeiçoando-se no canto lírico e música de câmara.
No dia 1 de Janeiro de 2003, Tarja casou-se com o empresário argentino Marcelo Cabuli, o qual já conhecia desde sua primeira excursão pela América Latina, em 2000; eles vivem juntos até hoje. Em dezembro de 2012, Tarja postou duas fotos em sua conta pessoal no facebook. Em uma delas, Tarja aparecia segurando um pequeno bebê, e na outra, ela aparecia ao lado de um carrinho de bebê. Imediatamente surgiram rumores de que a menina seria filha de Tarja e Marcelo, e, poucos dias depois, a assessoria de imprensa da cantora confirmou a notícia, revelando que Tarja manteve a gravidez em segredo até o fim, e que a garota, Naomi, nasceu em agosto daquele ano.

Carreira musical

Tarja e o Nightwish

Em 1996, Tarja tornou-se um dos membros-fundadores do Nightwish, quando seu colega de classe, Tuomas Holopainen, a convidou para participar de seu projeto acústico, então, Tarja, Tuomas e o guitarrista Emppu Vuorinen gravaram uma demo intitulada Nightwish, da qual foi retirado o nome da banda. No mesmo ano, ela cantou pela primeira vez no Festival de Ópera de Savonlinna, onde fazia parte do coral, interpretando algumas obras de Wagner e Verdi.
Em 1997, é lançado o primeiro álbum da banda, Angels Fall First, e foi quando Tarja fez seu primeiro concerto com o grupo em 31 de dezembro, em sua cidade natal. A banda, porém, só ficou internacionalmente famosa com o lançamento do álbum Oceanborn, em 1998. Tarja foi solista de vários espetáculos bem-sucedidos de música lírica, mas continuou a gravar e fazer apresentações com o Nightwish pelos anos de 2000 e 2001, período de lançamento do álbum Wishmaster e do EP Over the Hills and Far Away.

Tarja com o Nightwish durante o Himos Festival em Jämsä,  
Nessa época, Tarja deixou a Academia Sibelius e mudou-se para a Alemanha, onde passou a frequentar a Universidade de Música de Karlsruhe, no sul do país. Enquanto esteve lá, ela gravou os vocais para o álbum Century Child, além de uma participação no também bem-sucedido projeto Infinity do baixista argentino Beto Vázquez.
Em 2002, a cantora excursionou pela América do Sul com o concerto Noche Escandinava I, posteriormente fazendo uma longa turnê mundial para a promoção de Once, o então novo álbum do Nightwish. Após esse período, Tarja voltou a Karlsruhe e o Nightwish fez um pequeno hiato. Após um concerto na Hartwall Areena de Helsinque, lhe foi entregue uma carta aberta, assinada pelos outros integrantes do grupo, na qual ela foi demitida da banda.
Tal fato fez com que ocorressem várias discussões sobre o motivo da demissão, e Tarja então decidiu dar seu parecer sobre a discussão em duas conferências de imprensa, a primeira em Helsinque e a segunda em Berlim. As maiores especulações eram sobre seu marido, Marcelo, acusado de manipulador e de ser o principal motivo da demissão de Tarja. Marcelo, então, respondeu a mais de cento e cinquenta perguntas enviadas por fãs sobre toda essa questão, dando sua opinião pessoal sobre todas as acusações, explicando que a verdadeira razão da demissão foi o fato de Tuomas Holopainen ser apaixonado pela cantora, que nunca o correspondeu.

Carreira solo

O primeiro lançamento solo de Tarja foi um single natalino em 2004, "Yhden Enkelin Unelma" que chegou a disco de platina na Finlândia e ao primeiro lugar nas paradas musicais tanto em 2004 quanto em 2005.
Após sua demissão do Nightwish, Tarja ficou em pausa apenas durante um mês em Buenos Aires, pois já em dezembro retomou sua carreira com uma turnê natalina que passou por quatro países da Europa, Finlândia, Alemanha, Espanha e Romênia, onde neste último foi acompanhada pela Orquestra Filarmônica de Sibiu. E 2006 não foi um ano de pausa para a cantora, que participou do álbum solo de seu irmão, Timo Turunen, e lançou seu primeiro álbum independente, um disco natalino chamado Henkäys Ikuisuudesta. O disco foi muito bem aceito, ganhando certificado de Platina e chegando a segunda posição das paradas finlandesas. Uma turnê promocional foi realizada entre novembro e dezembro pela Finlândia, com dois concertos especiais na Rússia. A apresentação na cidade de Lahti teve lotação esgotada e foi transmitida ao vivo pela emissora YLE TV2, a audiência foi estimada em trinta por cento em horário nobre, o que corresponde a mais de quatrocentos e cinquenta mil espectadores.
Ainda em maio Tarja começou as gravações do seu primeiro álbum solo de rock, My Winter Storm, nos estúdios Grouse Lodge, no interior da Irlanda, contando com a ajuda de um grupo de compositores e músicos como Doug Wimbish e Earl Harvin. A produção do álbum levou a cantora aos estúdios do famoso compositor de trilhas sonoras, Hans Zimmer, em Los Angeles, onde o álbum ganhou seus últimos arranjos para, enfim, poder ser lançado em 19 de novembro de 2007 na Europa e 2 de janeiro de 2008 na América do Sul.

Tarja com sua própria banda em Buenos Aires, na Argentina, em 6 de setembro de 2008.

A turnê mundial que promoveu o álbum começou em 25 de novembro de 2007 por Berlim, na Alemanha, e ainda naquele ano Tarja e sua banda passaram por outros oito países. Tarja excursionou durante todo o ano de 2008, e em agosto, ela se apresentou pela América Latina, passando pelo Brasil, com datas nas cidades de São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Fortaleza, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, e em outros países como México, Chile, Colômbia e Argentina, contando com a participação do guitarrista brasileiro Kiko Loureiro. Durante essa turnê, Tarja apresentou a música "Enough", que até então não havia sido gravada em estúdio, e foi lançada como single mais tarde. No final de 2008, Tarja retorna a Europa para novos concertos e também lança um novo EP, intitulado The Seer, que além da participação da veterana Doro Pesch em um dueto na música título, conta também com várias versões das músicas já encontradas no álbum My Winter Storm.
A cantora finaliza o ano como convidada especial no concerto de comemoração aos vinte e cinco anos de carreira de Doro na Alemanha, interpretando as canções "The Seer" e "Walking with the Angels", esta última também fazendo do álbum "Fear no Evil", que Doro lançou naquele ano. Em fevereiro de 2009, Tarja anunciou em seu website o título de seu novo álbum, What Lies Beneath, no qual ela trabalhou desde então, sempre mantendo o público atualizado quanto ao processo de produção através de um blog que ela criou especificamento para isso. Em 19 de julho de 2010 foi feito o primeiro lançamento relacionado ao novo material, um single chamado "Falling Awake", com lançamento limitado em mil cópias para o Reino Unido; o principal single, "Until My Last Breath", foi lançado mundialmente em 16 de agosto. O álbum completo saiu em setembro de 2010, mas já em junho Tarja havia dado início a sua nova turnê mundial se apresentando em uma série de festivais de na Europa, e rapidamente marcou seus próprios concertos, realizados também na Europa entre outubro e dezembro daquele ano, com mais datas realizadas na Europa e na América Latina em março, abril e maio de 2011; ainda em 2011 Tarja participou de uma série de festivais de metal na Europa e esteve ao lado da banda Angra no Rock in Rio no dia 25 de setembro. A última série de concertos da turnê aconteceu entre janeiro e abril de 2012, , e em agosto Tarja lançou seu primeiro DVD solo, Act I: Live in Rosario.
Em novembro de 2012, Tarja anunciou que já havia começado a gravar os vocais para seu álbum seguinte, Colours in the Dark, que foi lançado na Europa em 30 de agosto de 2013 através da EarMusic Records, sendo que, pouco tempo depois, Tarja divulgou as primeiras datas da turnê promocional, que começou em outubro, na República Checa. o álbum Colours in the Dark foi muito elogiado pela crítica e considerado o melhor álbum solo de Tarja. Devido o sucesso de Colours in the Dark foi feito diferentes versões das canções o álbum leva o nome de Left in the Dark com orquestra como é possível conferir o vídeo da música Neverlight full Orchestra version incluindo versões inéditas, o CD contém 10 faixas.A arte da capa do álbum foi feita por um fã através de uma seleção,a própria Tarja escolheu a melhor capa mostrando todo amor por seus fãs,fazendo com que seu público participe da parte da criação da arte do álbum Left in the dark. O álbum já foi lançado em alguns países no mês de julho de 2014.

Projetos paralelos

Em 2001, Tarja fundou um pequeno grupo de música lied, Noche Escandinava, ao lado de suas amigas Marjut Paavilainen e Ingvild Storhaug, e atualmente também conta com Izumi Kawakatsu e Juha Koskela. O objetivo do conjunto é difundir a música finlandesa em países latino-americanos, e conta apenas com um CD, gravado ao vivo em Buenos Aires, na Argentina, em 24 de abril de 2004, chamado Noche Escandinava II - A Finnish Evening from Buenos Aires, Argentina, April 24th 2004, disponível para vendas no website oficial da cantora.
Em 2006, Tarja começou a trabalhar com alguns músicos finlandeses que algum tempo depois saíram em turnê com ela para concertos de música clássica, essas apresentações continuaram em 2009 e 2010, e em 12 de agosto de 2011 Tarja anunciou que ela, junto com o pianista Kalevi Kiviniemi, o guitarrista Marzi Nyman e o baterista Markku Krohn, haviam criado o grupo Harus, que em 17 de novembro de 2011, lançou um DVD chamado In Concert – Live at Sibelius Hall, gravado na Finlândia no ano anterior

Descrição musical

Estilo vocal



Tarja começou a ter aulas de canto lírico aos 15 anos, quando frequentou a Academia Musical de Savonlinna, na Finlândia, focando nesse estilo; sua professora, em seguida, a ajudou a se especializar como soprano. Mais tarde ela estudou na Academia de Sibelius, mas, após entrar para o Nightwish, não teve mais tempo para os estudos. Em janeiro de 2001 Tarja foi admitida em um conservatório na Alemanha (Hochschule für Musik Karlsruhe), e com o teste que fez chamou a atenção da professora Mitsuko Shirai, que reconheceu que ela colocava muito sentimento em suas interpretações.
Tarja sempre cantou como uma cantora lírica, mas confessou em entrevistas que no começo do Nightwish era difícil para ela combinar seu estilo de voz com a música pesada da banda, mas que isso lhe permitiu brincar com sua voz e a aprender a se controlar e se educar musicalmente. O estilo diferente do Nightwish logo agradou público e crítica e ganhou o nome de Metal Sinfônico, que segundo a própria Tarja soa enganoso, já que quando ela canta metal ela não canta ópera, e já disse em entrevistas que quando vai se apresentar em concertos clássicos, para apresentar árias de ópera, ela precisa treinar muito mais do que para uma música de metal; ela ainda disse que ambos os estilos são semelhantes apesar das diferenças óbvias:
Já desde o primeiro álbum do Nightwish, Angels Fall First, as músicas eram interpretadas de forma mais clássica, descrita pelos críticos como "angelical". O segundo álbum do Nightwish, Oceanborn, trazia uma técnica vocal bem mais forte e evidente; Tarja disse que considerou a canção "Passion and the Opera" um desafio, descrevendo-a como "(...)a vingança do inferno em seu coração(...)", comparando essa música com a ária operática "Der Hölle Rache kocht in meinem Herzen"; mas esse álbum deixou Tarja com dúvidas se ela tinha progredido musicalmente o suficiente. Outro desafio foi a música "Over the Hills and Far Away", em que a voz de Tarja foi definida como mais baixo do que de costume; Tarja revelou em uma entrevista que os outros membros da banda tiveram ataques de risos nos estúdios devido ao esforço que ela fazia nas gravações.
O álbum Century Child trouxe um maior contraste vocal, já que ela fez dueto com o cantor Marco Hietala, as interpretações foram mais fortes, apesar de manter o estilo clássico, e essa mudança foi mais perceptível no álbum Once. Um marco de mudança foi a canção "In the Picture", que ela gravou para o álbum especial Allstars, que foi definida pelos críticos como uma incrível etapa de desenvolvimento.
O primeiro álbum solo de Tarja, Henkäys Ikuisuudesta, foi um álbum natalino totalmente de música clássica, com várias peças famosas do repertório finlandês, europeu e americano. Mas o álbum seguinte, My Winter Storm, misturou hard rock, metal sinfônico e música clássica em várias faixas, e What Lies Beneath voltou a um estilo mais semelhante ao Nightwish, com músicas pesadas como "Falling Awake" e outas peças mais simples, como "I Feel Immortal". Em uma entrevista, Tarja disse que seu novo álbum foi um marco em seu desenvolvimento vocal, pois foi a primeira vez que ela pode explorar totalmente sua voz e sua capacidade artística:

Apresentações ao vivo


Tarja em um show natalino em Lahti, na Finlândia, em 3 de dezembro de 2006.

Tarja fez sua primeira apresentações no Festival de Ópera de Savonlinna como parte do coral em 1996] interpretando canções de Richard Wagner e Verdi. Á parti de 1997, ela esteve constantemente viajando pelo mundo com o Nightwish, realizando performances de metal com aparelhos musicais, pirotecnia e efeitos de luzes. Os concertos costumavam possuir nos roteiros canções dos álbuns Wishmaster em diante, mas algumas do Oceanborn, como Sleeping Sun, também eram de vez em quando apresentadas. O Nightwish se apresentou em alguns dos mais importantes festivais musicais, como "Lowlands", "Summer Breeze", "Tuska", "Rock am Ring", "Exit", "Gates of Metal" e "Wacken".
Em julho de 2006 Tarja participou novamente do festival de Savonlinna, desta vez como solista, e também foi acompanhada pelo famoso tenor finlandês Raimo Sirkiä e da Orquestra Sinfônica de Kuopio, regida por Riku Niemi, numa apresentação que incluía temas clássicos como "O Mio Babbino Caro" de Puccini, canções do famoso compositor Andrew Lloyd Webber como "Don't Cry for Me, Argentina", do musical Evita, e também canções de sua antiga banda entre outras. Ainda em 2006, Tarja participou do festival Rhapsody In Rock do músico e compositor Robert Well, e esteve no Lahti Organ Festival, festival de apresentação de piano na Finlândia, e fez mais apresentações com Raimo Sirkiä, desta vez acompanhados da pianista Maija Weitz e dos músicos da Sinäjoki City Orchestra.
Ainda em 2006, Tarja participou de um concerto beneficente em comemoração aos sessenta anos da UNICEF, o "Tomorrow's Childs", juntamente com o Coral Tapila, onde arrecadou mais de dezoito mil euros com os quais a UNICEF pôde providenciar vacinação básica para mais de duas mil crianças no Laos. Em 12 de junho de 2010, Tarja foi a atração principal do Miskolc Opera Festival, um grande evento em Miskolc, na Hungria, onde ela cantou com uma orquestra sinfônica completa. A cantora também fez uma participação especial no disco Sting in the Tail, do grupo Scorpions, na música The Good Die Young, e mais tarde eles apresentaram juntos essa canção no Wetten, dass..?, um grande programa musical na televisão alemã, assistido por mais de três milhões de pessoas.

Recepção


Tarja ao vivo em Sófia, na Bulgária, em 28 de outubro de 2008.

A voz de Tarja é descrita pela crítica como "poderosa, marcante e emocional", e mesmo críticos que não apreciam música clássica já apontaram que Tarja sabe usar suas raízes clássicas muito bem dentro do heavy metal.
Até o fim de sua participação no Nightwish, Tarja era apontada como imagem e rosto da banda, enquanto que o líder e compositor Tuomas Holopainen era apontado como a "alma"; mas Tarja sempre foi descrita como a responsável pelo sucesso do grupo internacionalmente, ela também sempre foi respeitada por outros artistas e bandas do gênero; Slash, Scorpions, Iron Maiden, Ozzy Osbourne e Mötley Crüe já se posicionaram favoravelmente a Tarja e ao seu trabalho no Nightwish.
Tarja também foi alvo de publicidade negativa após sua saída do Nightwish; sua personalidade e seu caráter foram postos em dúvida na mídia, já que os outros membros da banda afirmaram que demitiram Tarja pois ela havia se tornado ambiciosa e mesquinha:
O marido e empresário de Tarja, Marcelo Cabuli, respondeu a várias perguntas de fãs sobre esse assunto; ele defendeu Tarja e rebateu várias acusações feitas na carta. Marcelo disse que a única exigência que Tarja fazia para seu camarim era um espelho para que ela pudesse se maquiar, e também negou o fato de que Tarja havia se tornado alguém extremamente interessado em dinheiro:
Mesmo assim, esses boatos nunca afetaram a imagem de Tarja, principalmente na Finlândia, onde ela possui uma grande popularidade. Em 2003, a presidente finlandesa Tarja Halonen convidou a cantora e Marcelo para a comemoração do dia da independência do país, junto com grandes personalidades da música e da política local; Tarja também cantou no evento que foi transmitido ao vivo para mais de duas milhões de pessoas. Em 2007, Tarja esteve presente na comemoração dos noventa anos da independência finlandesa, onde ela cantou diferentes versões do hino nacional local ao lado do tenor Tapiola Sinfonietta.
Na Europa, a popularidade de Tarja é mais limitada ao cenário do rock e do metal; ela teve uma grande divulgação em 30 de novembro de 2007, quando foi convidada pela boxeadora alemã Regina Halmich para cantar "I Walk Alone" em uma cerimônia que foi transmitida para todo o continente, com mais de 8 milhões de espectadores.
FONTE: WIKIPEDIA


[endtext]

TARJA - Innocence

 
Real Time Analytics