ANDRALLS - Under The Insanity

[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2012/05/andralls-under-insanity.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=n8jg2y1mnnIendofvid[starttext]A banda paulista Andralls foi formada em 1998 com a intenção de resgatar o mais puro thrash metal dos anos 80. Juntamente a uma sonoridade atual, a banda adotou um estilo novo, porém, rápido e agressivo como o thrash deve ser.

Após um ano de formação, a banda que contava com Alex Coelho: Guitarra e Voz, Di Lallo - Guitarra, Eddie C. - Baixo e Gustavo Pinheiro - Bateria, entrou em estúdio para gravar o primeiro álbum, intitulado “Massacre, Corruption, Destruction…”, trabalho que contém 10 composições próprias e produção totalmente independente. Mesmo sem apoio na divulgação e distribuição do álbum, a banda recebeu muitos elogios da crítica especializada, obtendo destaque, inclusive, em publicações internacionais.

Após o lançamento do primeiro CD, Gustavo Pinheiro decidiu sair por motivos particulares, o que impossibilitou a banda de realizar shows e divulgar o trabalho por um ano, tempo no qual foram realizados testes com diversos bateristas, que infelizmente, tiveram dificuldade em se adequar à sonoridade da banda devido ao ótimo trabalho realizado por Gustavo. Durante este tempo, Junior Santana contribuiu para que a banda continuasse o processo musical, ensaiando e compondo, até o surgimento de Xandão Brito, baterista que já havia tocado com Alex Coelho e Eddie C., que chegou à banda apresentando grande domínio das baquetas, e provando que somente técnica não é suficiente: é necessário atitude para tocar o verdadeiro “fasthrash”.

Após apenas alguns meses de ensaio com a nova formação, a banda recebeu o convite para abrir os shows do Judas Priest em São Paulo e no Rio de Janeiro (Set/2001 – Credicard Hall e Claro Hall) e continuou o processo de divulgação do primeiro álbum realizando shows em diversas partes do país, como Rio de Janeiro, Brasília, Londrina e interior de São Paulo, dentre outros.
 No final de 2002, a banda recebeu o contato do selo carioca Marquee Records, interessado em lançar o segundo álbum: “Force Against Mind”, que apresenta o contraste de situações problemáticas que poderiam ser solucionadas através da “Força ou Inteligência”. O CD foi gravado em fevereiro e lançado em julho de 2003 no Brasil e, posteriormente, na Europa com 03 faixas bônus, através da Mausoleum Records, antológica gravadora belga.
Este lançamento trouxe mais um convite: a abertura dos shows da banda americana Malevolent Creation no Rio de Janeiro e em São Paulo, e também do Metallica no Rio de Janeiro, que infelizmente foi cancelado. Devido ao grande sucesso do álbum, a Marquee Records decidiu lançar um MCD em dezembro de 2003, gravado durante shows da “Fasthrash Tour” e intitulado “Fasthrash Live 2003”, também produzido por Sidney Sohn Jr., que conta com 08 faixas ao vivo e mostrando toda a agressividade e velocidade do Andralls nos palcos.

De Dezembro a Fevereiro de 2004, a banda apresentou-se em shows no Norte e Nordeste do país promovendo os álbuns recém-lançados. Após esta tour, a banda voltou as atenções para a composição e gravação do novo álbum, que ocorreu em Agosto de 2004 no Rio de Janeiro. Grande destaque na cena thrash brasileira, a banda também foi convidada a participar do evento Bonded by Blood Thrash Fest nas versões paulista e carioca, tocando juntamente a banda americana Exodus em São Paulo e Rio de Janeiro.

Em Fevereiro de 2005, é lançado o novo álbum “Inner Trauma”, com faixas bônus em versão especial e exclusiva para o mercado brasileiro e europeu. O álbum também conta com a produção de Sidney Sohn Jr. e traz 14 faixas com o tema central: “O Medo”, apresentando “Traumas Internos” que vão desde um simples pesadelo até o grande medo de uma III Guerra Mundial.
Após o lançamento, a banda realizou uma nova turnê no Norte e Nordeste brasileiro totalizando mais de vinte shows e se apresentou ao vivo na MTV brasileira no programa Freak Show com o convidado Rogério Ficchi (banda Transfixion) nos vocais, já que Alex Coelho se ausentou momentaneamente em Maio de 2005 por motivos pessoais, retornando à banda em seguida para continuar a “Inner Trauma Tour 2005” pelo restante do país.

Após excelente repercussão do novo álbum, a banda é convidada a participar do maior evento voltado ao Heavy Metal entre bandas nacionais “Brasil Metal Union”, no qual se apresentam os destaques anuais no cenário metal brasileiro.

Nos meses de Setembro e Outubro de 2005 a banda realizou a primeira turnê sul-americana: “Inner Trauma South American Tour”, se apresentando em países como Chile, Perú e Paraguay, nos quais pôde perceber que o crescimento da banda não estava somente no Brasil, devido a excelente divulgação e distribuição dos selos Marquee e Mausoleum Recs.

No início de 2006 a banda gravou o primeiro videoclipe para veiculação na mídia e a faixa escolhida foi a “Subhuman Worms”, do álbum Inner Trauma e continou a “Inner Trauma Tour 2006” por todo o país. A banda também começou a agendar datas para a primeira turnê européia: “A Noiséthrash Tour 2006”, que ocorreu em Nov/Dez de 2006, se apresentando na Itália, Holanda, Alemanha, Áustria e Polônia, obtendo destaque na imprensa local e grande receptividade dos bangers europeus.

Atualmente, o Andralls encontra-se em processo de composição do novo álbum, que tem previsão de lançamento para o segundo semestre de 2007. “Redlight District” promete ser um inovador álbum de thrash metal. Em 2007 a banda ainda realizará uma extensa turnê sul-americana no final do ano para promover o novo álbum.
fonte:last fm

Uma das grandes do Thrash nacional e com algumas turnês na Europa no currículo,  fazem um Thrash de alto nível e merecem ser mais reconhecidos, principalmente aqui no Brasil, mas eles um dia chegam lá, qualidades eles têm de sóbra.

                                          [endtext]

3 comentários:

Jac Bagis disse...

Adorei o som, muito bom!

Rejane Ferreira disse...

Som pesado demais pra mim, mas tem qualidade. Adorei os cabelos deles. haha..

Abraços.

doseilah disse...

Som pesadão.. rsrsrs.. meus ouvidos não acompanham.

Postar um comentário

 
Real Time Analytics