NEAL MORSE - Weathering Sky

[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2012/09/neal-morse-weathering-sky.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=5_IxKgECBNoendofvid[starttext]Nascido em 2 de Agosto de 1960 em San Fernando Valley, Los Angeles, Neal Morse começou a tocar piano aos cinco anos, tendo como principal referência seu pai, regente de coral. Pouco após começar a praticar piano, começou também a tocar violão. Aos vinte, escreveu músicas e tentou conseguir trabalhos como cantor ou compositor em Los Angeles. Gravou algumas demos de country com seu irmão Richard, mas não obteve sucesso.

Cansado da cena musical de sua cidade, decidiu fazer uma viagem pela Europa, tocando em bares e também na rua. Quando retornou da viagem, formou a banda Spock’s Beard com seu irmão Alan Morse, Nick D’Virgilio e Dave Meros.

O primeiro CD, The Light, fez um relevante sucesso, alavancando a fama da banda. Continuando a fazer um bom trabalho, se estabeleceram como uma das mais importantes bandas do cenário do rock progressivo dos anos 90.

Ao mesmo tempo que tocava a banda, Neal Morse tocou no Transatlantic, banda formada por Mike Portnoy, Roine Stolt e Pete Trewavas. Compuseram dois CDs e fizeram turnês pela América do Norte e Europa. Foi convidado, também, para cantar na faixa “First Man on Earth”, do projeto do holandês Arjen Anthony Lucassen, Ayreon.

Em 2002, Neal Morse retomou seu interesse pela religião e saiu do Spock’s Beard após o lançamento do álbum “Snow”. Também saindo do Transatlantic logo após, começou sua carreira solo. Baseados em suas experiências espirituais e religiosas, os álbuns seguem o mesmo estilo de rock progressivo, mas com um conteúdo religioso muito forte.

Em 2003, lançou o álbum “Testimony”, com Mike Portnoy (Dream Theater) e Kerry Livgren (Kansas), contando sua conversão para o cristianismo. Enquanto isso, uniu-se a Portnoy, Paul Gilbert e Matt Bissonette para lançar um CD duplo e um DVD duplo pela banda Yellow Matter Custard, um tributo exclusivo aos Beatles.

Seu primeiro álbum após a saída de suas principais bandas fez um sucesso colossal, recebendo vários prêmios, inclusive ficando entre o Top 5 da Progressive World. Saiu em tour e obteve mais sucesso ainda, ganhando o prêmio de melhor tour de rock da Dutch Progressive Rock Poll e lançando o DVD duplo “Testimony Live” em 2004. Depois de passar a tour inteira tocando guitarra, teclados e cantando, a England’s Classic Rock Magazine o incluiu na lista dos 100 maiores frontmen do rock.

Poucos meses após ter lançado o “Testimony Live”, seu novo trabalho, “One”, um épico escrito junto a Mike Portnoy e Randy George foi lançado. Também foi muito aclamado, ganhando vários prêmios e, finalmente, a popularidade nas rádios americanas.

Seu terceiro álbum foi baseado na busca pelo tabernáculo, lugar onde supostamente Deus viveria, e foi entitulado “?”, ou “The Question Mark album”. Mais uma vez teve a participação de Mike Portnoy e Randy George, contando agora também com Jordan Rudess (Dream Theater), Roine Stolt (The Flower Kings, Transatlantic) e Steve Hackett (Genesis).

“Sola Scriptura”, seu mais novo álbum, é focado nos fatos obscuros que ocorrem quando o homem tenta se comparar a Deus. Apresenta também, mesmo que rapidamente, Lutero e sua reforma protestante. O álbum acaba com um novo começo, a sua sublime conclusão de como cada um pode trazer a salvação à humanidade.

fonte: last fm

Neal Morse aparecendo por aqui outra vez. aos poucos ele está sendo mais reconhecido pelo seu trabalho solo. principalmente na Europa. para quem não conhece vale a pena conhecer mais sobre o trabalho do cara. da outra vez eu não informei, mas Mike Portnoy faz parte da banda de Neal Morse. quem não lembra ou não conhece. Mike Portnoy é aquele mesmo que já tocou no Dream Theater e Avenged Sevenfold.



http://www.nealmorse.com/

NOTA 7,5

LANÇAMENTO
[endtext]

2 comentários:

Jeniffer Haddad disse...

Gente, nunca tinha escutava falar da banda, mas me amarrei no som deles! Muito show! Vou procurar algumas músicas a mais haha :D

diogo disse...

eu ja tinha ouvido falar, gostei

Postar um comentário

 
Real Time Analytics