MESHUGGAH - Demiurge

[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2012/10/meshuggah-demiurge.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=UISjgLu8zBAendofvid[starttext]MESHUGGAH é uma banda sueca de metal experimental, formada em 1987, na cidade de Umeå.
É conhecida pelo uso prolongado de passagens polimétricas, poliritmia, compassos de bateria complexos, andamentos estranhos, angulares, riffs de guitarra dissonantes, vocais rasgados e letras que possuem temáticas metafísicas, retratos de conflitos internos ao ser humano, questões exitenciais, caos, religião, entre outros.

A banda já foi considerada pela revista Rolling Stone como “uma das dez mais importantes bandas de heavy metal”, e por isso, já pode-se dizer que o Meshuggah tem o respeito e admiração por parte de fãs, músicos e imprensa.

A longa jornada da banda começou em 1989, quando foi lançado o seu primeiro EP em vinil (que não possuía título), e acabou ficando reconhecido como “Psykisk Testbild”. Foram comercializadas apenas mil cópias deste disco, e na época o Meshuggah era formado pelo vocalista e guitarrista Jens Kidman, o guitarrista Fredrik Thordendal e o baixista Peter Nordin.

Esta mesma formação, mais o baterista Tomas Haake, lançou o primeiro LP da banda, o auto-intitulado “Meshuggah”. Pela pequena quantidade de cópias prensadas, a banda no mesmo ano do lançamento do seu debut, lançou um novo álbum, “Contradictions Collapse” – este, melhor distribuído. Antes de lançar “Contradictions Collapse”, Kidman deixou de lado a guitarra e investiu-se somente como vocalista da banda, sendo adicionado um segundo guitarrista: Mårten Hagström. Dois EP’s foram lançados após o álbum, “None” e “Selfcaged”, ambos fora de catálogo.

Em 1995, o Meshuggah lançou um dos álbuns responsáveis por todo o reconhecimento atual da banda: “Destroy, Erase, Improve”. Grandes turnês sucederam este disco, ao lado de bandas como Machine Head, Clawfinger e Hypocrisy. Após a turnê com o Clawfinger, Nordin deixou a banda. Gustaf Hielm (ex-Charta 777) assumiu o posto de baixista do grupo, ainda a tempo de participar de alguns shows agendados na Alemanha. O EP “The True Human Design” deu seqüência à boa fase da banda. O próximo álbum foi o ótimo “Chaosphere”, de 1998. Após este lançamento, a banda pôde fazer a sua primeira turnê pelos Estados Unidos, ao lado do Slayer.

Após um bom descanso, a banda voltou em 2001 participando do renomado festival “New England Metal and Hardcore Festival”, na cidade de Worcester – e também – fazendo uma rápida turnê ao lado do Tool. Antes de lançar o novo álbum, a banda ainda foi convidada para participar do Ozzfest (ao lado de System of Down, P.O.D. e Mushroomhead). Em 2002 saiu “Nothing”, o qual foi regravado e relançado em 2006, após o lançamento do álbum ’‘Catch Thirty-Three”, considerado um dos mais experimentais de sua discografia, no ano de 2005.
O mais recente lançamento da banda é o aclamado álbum obZen (2008), mais uma vez revolucionando os esteios do metal extremo.
FONTE: LAST FM

Eles lançaram outro álbum depois disso, Koloss, que foi o maior sucesso comercial deles até o momento. eles não são a maior banda de Heavy Metal da Suécia, mas é a mais influênte. afinal, 25 anos de carreira não é pouco.

http://www.meshuggah.net/
[endtext]

3 comentários:

palavras ao vento disse...

banda parece ser boa...

Macaco Pipi disse...

bem caveira, diriamos assim.

Marília disse...

Sou fã de Meshuggah, quando eu comecei a ouvir eu falava o nome errado e meus colegas que conheciam ficavam me zoando rsrs era engraçado.

Postar um comentário

 
Real Time Analytics