KINGS OF LEON - Red Morning Light

[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2012/11/kings-of-leon-red-morning-light.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=Dv7vr6oE3U8endofvid[starttext]Kings of Leon é uma banda de rock provinda de Nashville, Tennessee, que toca uma mistura de southern rock e garage rock. Formada em 1999, é integrada pelos irmãos Nathan Followill (bateria e backing vocals), Caleb Followill (vocal e guitarra rítmica) e Jared Followill (baixo), e Matthew Followill (guitarra), primo dos demais.

O nome do grupo é homenagem ao pai e ao avô de Nathan, Caleb e Jared (ambos chamados Leon). Jared e Caleb nasceram no Tennessee, enquanto Nathan e Matthew nasceram em Oklahoma. Os irmãos passaram boa parte de sua adolescência viajando pelo sul com o pai, um pastor da Igreja Pentecostal, e sua mãe, que lhes dava aula quando não estavam no colégio. De acordo com a revista Rolling Stone: “Enquanto Leon palestrava em igrejas e tendas de renascimento por todo o sul, os garotos compareciam a missas e eram listados para tocar alguns instrumentos, ocasionalmente. Eles estudavam em casa ou eram matriculados em pequenas escolas paroquiais. Exceto por cinco anos seguidos, quando se estabeleceram em Jackson, Tennessee, os Followill passaram sua infância dirigindo pelo sul em um 1988 Oldsmobile lilas, mudando-se em uma ou duas semanas para onde Leon estivesse programado para pregar”.

O primeiro lançamento da banda, o EP Holy Roller Novocaine, saiu em 2003. Quatro das suas cinco músicas iriam ser lançadas mais tarde em seu primeiro álbum de estúdio, Youth And Young Manhood, com as músicas “California Waiting” e “Wasted Time” sendo reeditadas.

O álbum de estréia, lançado em 7 de julho de 2003, os proporcionou relativo sucesso, particularmente fora dos EUA, onde foram entitulados uma das forças atrás da tão aclamada “nova revolução do rock” falada pela imprensa européia. Ao assinarem com a RCA, foram apresentador ao compositor e produtor, morador de Nashville, Angelo Petraglia. Desde então, todas as músicas foram co-produzidas com sua participação.

Seu sucesso só começou a ficar evidente quando foram escolhidos por bandas de rock populares, como The Strokes e U2, para participar de suas turnês. O álbum foi escolhido no Reino Unido como um dos 10 melhores álbuns de estréia dos últimos 10 anos. (Com toda a adoração da imprensa britânica, não é estranho que a canção “Fans”, do seu terceiro disco, traz em sua letra frases como: ”E a cena londrina / Que a rainha da Inglaterra do seu amor a história que respiro / E aqueles dias chuvosos, não são tão ruins quando você é o rei / O rei que eles querem ver”.)

O segundo álbum da banda, Aha Shake Heartbreak, foi lançado no Reino Unido em outubro de 2004, e nos EUA em fevereiro de 2005. Ornamentado no infusivo rock de garagem sulino – semelhante ao do primeiro álbum –, foi lançado para expandir sua aclamação e aumentar a audiência doméstica e internacional da banda. “The Bucket”, “Four Kicks”, e “King of the Rodeo” foram lançados como singles, com “The Bucket” alcançando o top 20 da Grã-Bretanha. A banda fez turnê com eminentes nomes, tais como Pearl Jam e Bob Dylan, durante grande parte de 2005 e 2006.

Em março de 2006 foi anunciado pela NME que Kings of Leon estava de volta ao estúdio, trabalhando no seu terceiro álbum. O baterista Nathan Followill contou à NME.com: “Cara, estamos sentados num amontoado de músicas neste momento, que esperamos que possamos fazer o mundo ouvir!”.

Seu terceiro lançamento foi intitulado Because Of The Times – em referência a uma conferência anual de pastores que os garotos iam quando mais jovens.
Distribuído em 2 abril de 2007 no Reino Unido, e um dia depois nos Estados Unidos (para admiração universal), a NME disse que o álbum “fixa Kings of Leon como uma das maiores bandas americanas de nosso tempo”. A Entertainment Weekly chamou Because of the Time de “um filme épico de um CD, e o melhor da banda até momento”. Alcançou o 25º lugar dos charts nos EUA e debutou em 1º no Reino Unido, vendendo mais de 70.000 cópias na primeira semana de lançamento. O álbum foi precedido pelo single “On Call”, que se tornou um hit na Grã-Bretanha e é indiscutivelmente o de maior sucesso comercial e crítico da banda.

O quarto álbum da banda – Only By The Night – foi lançado dia 19 de setembro de 2008, na Irlanda, Alemanha e Austrália, e em 22 e 23 de setembro, respectivamente, no Reino Unido e Estados Unidos. O mais aclamado da banda, com recordes de venda e que conquistou o público norte-americano, este álbum era alvo de algum receio pela banda, que era proveniente da terra do Tio Sam e tinha um estilo um tanto quanto sulista.

Eleito o melhor álbum de 2008 por diversos órgão especializados, presente em diversas categorias em premiações musicais pelo mundo, foi responsável, também, por propiciar a indicação da banda à quatro Grammys: ganhou pela Melhor Performance de Rock e pela Melhor Canção de Rock – ambos prêmios atribuídos à canção “Use Somebody” –, mas perdeu na categoria Canção do Ano – embora tendo vencido, também, como Gravação do Ano.

Mostrando a evolução da banda, assim como novas influências, talvez Only By The Night seja o álbum que mais fuja do estilo southern rock da banda, evoluindo para algo próximo ao post-grunge (ou somente grunge, como declarado pelos próprios), e ao indie (talvez proveniente da paixão da banda pelo cenário do Reino Unido). Destaque para as faixas “Sex On Fire”, “Use Somebody”, “Crawl” e “Closer”.

Come Around Sundown é o quinto e último, até o momento, álbum de estúdio da banda. Lançado em 15 outubro de 2010 na Alemanha, 19 de outubro no Reino Unido e em 19 de outubro nos Estados Unidos, estreou na segunda posição da Billboard 200, com 184 mil cópias vendidas na primeira semana. A revista Rolling Stone o nomeou como 18º lugar na lista dos Melhores Álbuns de 2010.
Seu primeiro single, “Radioactive”, estreou em 8 de setembro no site oficial da banda e ao mesmo tempo foi liberado um vídeo clipe para a canção. No dia seguinte, a música estreou oficialmente nas rádios da Austrália. Em uma entrevista o vocalista e guitarrista, Caleb Followill, informou que esse disco teria referências como Nirvana e Pearl Jam, portanto, sendo mais grunge.
FONTE: LAST FM

Antes de ficarem famosos, a mídia sempre falava mal dos caras dizendo que eles não tinham talento e coisas assim, pois bem, passando 5 anos depois do seu primeiro lançamento, eles tornaram hoje a maior banda nova de Rock do mundo, superando Nickelback que não é grande coisa e Linkin Park que estão totalemente perdido nos dias de hoje, Kings Of Leon não fez sucesso dá noite pro dia, os caras batalharam muito pra ser hoje o que são, claro que as músicas mais antigas são melhores, como essa em questão que é seu primeiro single lançado em 2003, e conheço bem o som dos caras por que acompanho desde o surgimento da banda pra mídia no mesmo ano de 2003.

                                                                      Visual 2003
https://www.kingsofleon.com/
[endtext]

3 comentários:

Victor Lourenço disse...

Som bem bacana. Lembra os clássicos da década de 1960.

Cafajeste Sedentário disse...

Realmente,som bacana.

Fábio Flora disse...

O som deles é agradável. Desce redondo. Abraços e sucesso com o blog!

Postar um comentário

 
Real Time Analytics