RAVEN - Battle March/Tanks Treads (The Blood Runs red)

[postlink]http://rocknrollpost.blogspot.com/2015/04/raven-battle-marchtanks-treads-blood.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=ao0ygllIdXgendofvid[starttext]
Raven é uma banda de heavy metal inglesa que construiu grandes álbuns na década de 80 e deu importantes contribuições para o speed metal.
Uma das mais rápidas da NWOBHM. Seus três primeiros discos são irrepreensíveis e o duplo ao vivo Live at the inferno mostra toda a fúria deste power-trio. Em determinado ponto da carreira quiseram amaciar seu poderoso som percebendo logo em seguida que isso era uma besteira. Logo após dois discos comedidos (Stay Hard e The Pack is Back), voltaram com o razoável Life is a Bitch, conseguindo depois a redenção com o ótimo Nothing Exceeds Like Excess.
 

História

A banda Raven foi formada em 1974 pelo irmãos Mark (guitarra e vocal) e John Gallagher (baixo e vocal) em Newcastle, Inglaterra. Eles chamaram alguns amigos para tocarem alguns covers de Deep Purple e Status Quo, até começam a criar seu material próprio. A banda se estabilizou com Mark, John, Paul Bowden (guitarra e vocal) e Mick Kenworthy (bateria).
Eles tocaram muito em pubs ingleses, quando Mick saiu da banda em 78. Em seu lugar entrou Sean Taylor. Já em 79 foi a vez de Paul sair da banda e entrar Pete Shore, que em pouco tempo saiu da banda, dando lugar para Rob Hunter. Com o som do Raven novamente estabilizado, eles lançaram um single de nome "Don’t Need Your Money". Após divulgarem o single chegaram a abrir shows de Iron Maiden e Whitesnake.
Em 1981, foi lançado "Rock Until You Drop", o primeiro álbum da banda. Com ele a banda pôde tocar por quase toda a Europa. No próximo ano, saiu o álbum "Wiped Out". Com composições bastante rápidas, é um dos álbuns preferidos entre os fãs. Saiu também o single "Crash Bang Wallop". Depois, trabalhando com Michael Wagner e Udo Dirkschneider (Accept, UDO) gravaram o álbum "All For One" tocando no festival de Aardschock na Holanda, e fizeram sua primeira tour nos Estados Unidos, com o Metallica abrindo seus shows.
Em 1984, quando o Anthrax abria seus show, o Raven gravou um ótimo show e soltou o álbum ao vivo "Live At The Inferno", logo entrando em estúdio para gravar o álbum "Stay Hard". O álbum acabou saindo em 1985, quando gravaram seu primeiro clipe, para a música "On & On".
O próximo álbum foi o "The Pack Is Back", com produção de Eddie Krames. Esse álbum talvez seja o pior do Raven. Nessa tour, a banda abriu para o Judas Priest na tour do álbum "Turbo", o que é um fato engraçado pois os dois álbuns são bastante parecidos.
Em 1987, a banda lançou "Life’s A Bitch". Após a tour desse álbum, Rob saiu da banda e em seu lugar entrou Joe Hasselvander. Já em 1989, a banda assinou com a Relativity Records para gravar "Nothing Exceeds Like Excess", que marcou o retorno do Raven a seu som rápido e pesado.
No início da década de 90 a banda lançou "Architect Of Fear" e logo após "Heads Up!" (1992), que não obtiveram grande sucesso. Em 1994, então, a banda lançou "Glow", álbum que mudou um pouco o estilo da banda e que contém um cover para "The Rocker", música do Thin Lizzy. No ano de 1995, a banda lançou outro registro ao vivo, que levou o nome de "Destroy All Monsters - Live In Japan", álbum excelente, contendo grandes músicas do Raven, que inclusive foi lançado recentemente aqui no Brasil via Hellion Records.
O próximo álbum da banda foi "Everything Louder", que teve uma grande tour. Apesar disso, o Raven nunca mais foi a mesma banda da época de "Life’s A Bitch" ou outros grandes álbuns dos anos 80.
Em 2000, a banda lança o álbum One For All.
Em 2009, o Raven volta às atividades com seu 12º álbum de estúdio, Walk Through Fire.
FONTE:WIKIPEDIA

Eles estão de volto com seu novo álbum ExtermiNation. mais uma banda clássica mostrando pra molecada como se faz Heavy Metal.


[endtext]

0 comentários:

Postar um comentário

 
Real Time Analytics